Operação ARES prende 8 pessoas ligadas ao tráfico de drogas no Litoral Sul

Na primeira etapa da ação, a Polícia Civil cumpriu 11 mandados de busca e apreensão em residências de Peruíbe

A primeira etapa da “Operação ARES”, realizada por policiais da Delegacia Sede de Peruíbe, teve início na terça-feira (28). O objetivo da ação é desarticular uma associação criminosa voltada a prática de tráfico de drogas nas cidades do Litoral Sul de São Paulo. Essa investigação, em curso nos últimos quatro meses, conseguiu identificar os locais e pessoas responsáveis pelo comércio de entorpecentes.

No total foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão nas residências alvos dessa operação, localizadas nos bairros Caraguava e Jardim Itatins. Além das buscas domiciliares, os policiais prenderam 8 pessoas em flagrante e cumpriram 4 mandados de prisão temporária oriundos dessa investigação.

Nos imóveis vistoriados os policiais encontraram 2.719 pinos com cocaína, 950 pedras de crack, 464 porções de maconha, anotações da contabilidade do tráfico de drogas, celulares utilizados pelos investigados, cartões de crédito, eletrônicos, 4 relógios de luxo e um drone. Todo o material arrecadado servirá como fonte de informação para segunda etapa dessa investigação.

A operação recebeu o nome de “ARES” em alusão ao deus da mitologia grega, conhecido pela agressividade e selvageria, características estas condizentes ao modo de agir dessa associação criminosa.

Participaram da operação 44 policiais civis distribuídos em 12 viaturas (caracterizadas e descaracterizadas). Deram apoio às diligências de campo os policiais do GOE (Grupo de Operações Especiais-DEIC), DIG E DISE Itanhaém, delegacias de polícia dos municípios de Mongaguá, Itariri e Pedro de Toledo.

Tudo sobre: