Mulheres são barradas ao tentarem entrar com drogas em unidades prisionais da Baixada Santista

Casos ocorreram no CDP e na Penitenciária 2 de São Vicente, e no CDP de Praia Grande

Por: De A Tribuna On-line  -  04/02/19  -  14:17
Maconha foi apreendida dentro de prendedor de cabelo no CDP de São Vicente
Maconha foi apreendida dentro de prendedor de cabelo no CDP de São Vicente   Foto: Divulgação/SAP

Quatro mulheres foram barradas ao tentarem entrar com drogas em unidades prisionais da Baixada Santista no último fim de semana. As informações são da Secretaria da Administração Penitenciária (SAP) do estado de São Paulo. Os flagrantes foram feitos durante trabalho de revista realizado por agentes de segurança penitenciária dos presídios.


O primeiro caso ocorreu no sábado (2). Duas jovens, uma de 25 anos e outra de 21 anos, foram surpreendidas com maconha costurada em dois prendedores de cabelo no Centro de Detenção Provisória "Luis César Lacerda", o CDP de São Vicente. Ao revistarem os pertences das suspeitas, os servidores encontraram 18 gramas e 7 gramas de maconha em cada um dos acessórios.


Já na manhã de domingo (3), uma visitante de 21 anos foi barrada com um maço de cigarros aromatizados entre os itens que trazia para seu companheiro, sentenciado no Centro de Detenção Provisória “ASP Charles Demitre Teixeira”, o CDP de Praia Grande. O material é proibido nos presídios de São Paulo.


Ainda no domingo, na Penitenciária 2 de São Vicente, foram apreendidos 19 gramas de maconha com uma mulher de 22 anos. Os agentes desconfiaram do odor de pacotes de tabaco trazidos pela jovem e, ao revistarem as cinco embalagens, encontraram a erva misturada a fumo comum.


As mulheres foram encaminhadas para a Delegacia de Polícia, onde foi lavrado o Boletim de Ocorrência. As direções das unidades prisionais enviaram comunicados para a Vara de Execuções Criminais, além de instaurarem Procedimento Disciplinar Apuratório.


Maconha estava misturada ao tabaco comum na Penitenciária 2, em São Vicente
Maconha estava misturada ao tabaco comum na Penitenciária 2, em São Vicente   Foto: Divulgação/SAP

Logo A Tribuna