Jovem de 21 anos é estuprada após sair de baile funk em Itanhaém

Vítima foi violentada por um suspeito, que ainda não foi identificado, em uma casa abandonada no Jardim Oásis

Uma jovem de 21 anos foi estuprada na manhã de domingo (8), no Jardim Oásis, em Itanhaém, após sair de um baile funk acompanhada por um rapaz desconhecido.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços

A vítima e o estuprador caminhavam pela Rua Emídio de Souza, quando o desconhecido a empurrou para dentro de uma casa abandonada e cometeu o abuso sexual.

A moça contou que foi ao baile funk no sábado à noite junto com um amigo, que sabe identificar apenas pelo prenome.

Na balada, o amigo conversou com o acusado e foi embora por volta das 5h. A jovem permaneceu no baile e resolveu sair às 7h.

O acusado se ofereceu para acompanhar a jovem, que não desconfiou da intenção dele. Segundo a vítima, o desconhecido a agrediu com socos na cabeça e chutes nas costas.

Uma blusa de moletom ainda foi amarrada no rosto da vítima. Ela teve a calça arrancada à força pelo desconhecido, que não usou preservativo.

Consumado o estupro, o rapaz se vestiu e fugiu em direção à Rodovia Padre Manuel da Nóbrega. Ele foi descrito como pardo, de estatura média e com cerca de 25 anos.

Com a bateria do seu celular descarregada, a vítima preferiu ir embora até a sua residência, de onde ligou para a Polícia Militar.

Acionados para verificar o caso de estupro, policiais levaram a jovem inicialmente à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município.

Após tomar antirretrovirais para a prevenção de aids e outras doenças sexualmente transmissíveis, a vítima foi conduzida à Delegacia Seccional de Itanhaém.

O delegado Luiz Carlos Vieira apreendeu a calcinha e a calça que a jovem vestia no momento do crime. Em busca de pistas do estuprador, as peças serão periciadas.

Tudo sobre: