EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

11 de Agosto de 2020

Estudante morta em rodovia foi vítima de emboscada do ex-namorado em Itanhaém, diz polícia

Investigações indicam que Márcio Manoel dos Santos derrubou Nayara da moto que pilotava na Padre Manoel da Nóbrega, no dia 17 de maio

A estudante de 21 anos, que morreu atropelada enquanto pedia ajuda depois de sofrer um acidente de moto, em Itanhaém, foi vítima de uma armadilha do ex-namorado, segundo investigações da polícia. O acusado teve prisão preventiva decretada e está foragido pelo crime de feminicídio. 

Nayara Silva, de 21 anos, trafegava na Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, sentido Peruíbe, na noite de 17 maio, quando sofreu um acidente. Posteriormente, a jovem foi atropelada por um veículo quando pedia ajuda. Equipes de emergência constataram o óbito de Nayara no local do acidente.

Inicialmente, após o depoimento de testemunhas e de autoridades que atenderam a ocorrência, Nayara teria se acidentado após ter perdido o controle da motocicleta. No entanto, policiais civis do 2º DP de Itanhaém fizeram diligências para entender a ordem cronológica antes da morte da jovem.

Policiais foram até um supermercado, onde Nayara trabalhava, no bairro Jardim Oásis. Lá, demais funcionários do estabelecimento declararam que a jovem sofria ameaças constantes de um homem com quem teria se relacionado. A homem em questão é Márcio Manoel dos Santos, que teria sido gerente do supermercado.

Câmeras de monitoramento mostram um carro, com o acusado, esperando do lado de fora do supermercado em Nayara trabalhava (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Ainda no estabelecimento, policiais civis analisaram câmeras de monitoramento na data do acidente. Eles flagraram um carro que ficou parado por horas na frente do supermercado. O veículo só se movimentou depois que Nayara saiu do local de moto.

Com a identificação da placa do veículo, o proprietário do carro e amigo de Márcio foi localizado e preso na tarde de domingo (24). Ao ser indagado, ele confessou que estava no veículo no momento do crime.

A polícia decretou prisão preventiva de Márcio. Ele e o amigo respondem por homicídio doloso qualificado (feminicídio). O carro utilizado no crime foi apreendido. As buscas por Márcio prosseguem. Informações que auxiliem na sua captura podem ser repassadas, de forma anônima, pelo telefone do Disque Denúncia: 181.

Nayara chegou a ser socorrida, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no local do acidente (Foto: Reprodução/Facebook)
Tudo sobre: