Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Envolvidos em morte de PM são mortos durante confronto com policiais do Baep em São Vicente

Segundo apuração da polícia, suspeitos estavam envolvidos na participação do sequestro e assassinato do policial Bruno Gilbertoni, encontrado morto em 16 de janeiro

Por: Por ATribuna.com.br  -  12/02/21  -  21:41
Bruno foi visto pela última vez em 13 de janeiro e foi encontrado morto no dia 16
Bruno foi visto pela última vez em 13 de janeiro e foi encontrado morto no dia 16   Foto: Reprodução

Dois suspeitos morreram durante confronto com policiais 2º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (2º Baep) na comunidade do México 70, em São Vicente, na manhã desta sexta-feira (12). Segundo a polícia, eles são suspeitos na participação do sequestro e assassinato do policial Bruno de Oliveira Gilbertoni, encontrado morto em 16 de janeiro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Denúncias anônimas levaram equipes do 2º Baep até a comunidade do México 70, onde dois suspeitos, envolvidos na participação do sequestro e assassinato do soldado Bruno, estariam escondidos em uma residência na Avenida Brasil.


Ao adentrar o local, os policiais foram recebidos a tiros pelos dois indivíduos. Os suspeitos tentaram fugir pelo telhado do imóvel, até que um dos atiradores foi baleado e caiu no solo. Segundo a PM, ele portava uma pistola calibre 40.


O segundo suspeito fugiu para uma outra residência também na comunidade. A equipe do 2º Baep se dirigiu até a casa, onde houve nova troca de tiros. Após serem recebidos a tiros, os policiais revidaram os disparos e atingiram o criminoso.


Segundo a PM, ambos os suspeitos foram socorridos por equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o Hospital Municipal de São Vicente. Eles não resistiram aos ferimentos e tiveram o óbito confirmado.


Na primeira casa, as equipes encontraram uma pistola com numeração raspada, um rádio comunicadores, cinco aparelhos de celular, 775 porções de cocaína, cinco pedras de crack, 332 porções e três tijolos de maconha. As pistlas usadas pelos suspeitos também apreendidas.


Todo o material ilícito foi apreendido e encaminhado para o 2º Distrito Policial de São Vicente, onde a ocorrência foi registrada.


  Foto: Divulgação/Polícia Militar

Desaparecimento e morte


O soldado Bruno de Oliveira Gilbertoni foi visto pela última vez na madrugada de 13 de janeiro, em São Vicente. Ele estava acompanhado de primos e amigos para assistir a uma partida do Palmeiras, pela Copa Libertadores.


O desaparecimento do soldado, que trabalhava no 6º Batalhão da PM, em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, mobilizou equipes de investigação da Polícia Civil, além de inquérito policial por parte da Corregedoria da Polícia Militar.


O corpo de Bruno foi encontrado na manhã de 16 de janeiro em uma ilha, em Cubatão. O local é conhecido como cemitério do PCC na Baixada Santista.


Logo A Tribuna