Instituto Gremar realiza soltura de 19 pinguins na Laje de Santos; vídeo

Ação é resultado do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos

O Instituto Gremar realizou nesta sexta-feira (13) a soltura de 19 pinguins-de-magalhães, no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos. Os animais foram regatados nas praias do litoral paulista entre os meses de junho e agosto deste ano.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

O resgate faz parte do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS). Dos 19 animais, 13 foram reabilitadas pela equipe do Gremar no Centro de Reabilitação e Despetrolização de Animais Marinhos do Guarujá, em sua maioria com lesões mais severas, tendo passado antes pela Unidade de Estabilização de Praia Grande (SP). Os outros seis reabilitados passaram pelo IPeC (Instituto de Pesquisas Cananéia).

Ao longo da recuperação, esses animais também tiveram a chance de aprimorar a natação, a capacidade de pescar o próprio alimento e a estabilização das penas. Em alguns casos, os pinguins ainda foram submetidos à acupuntura e terapia neural. 

Vale ressaltar que a soltura em conjunto é muito importante para a espécie, pois as chances de sobrevivência em bando são maiores. 

Pinguins foram soltos no Parque Estadual Marinho da Laje de Santos (Foto: Divulgação/Instituto Gremar)


Temporada de resgates

A chegada do inverno no Hemisfério Sul representa o início do período migratório da espécie. Os pinguins partem das colônias que habitam na Argentina, Chile e Ilhas Malvina rumo à costa brasileira, em busca de alimento. Durante o trajeto, as correntes marinhas e o eventual impacto de ações causadas pelo homem podem aumentar o número de encalhes em nosso litoral.

O Instituto Gremar realizou o resgate de 130 pinguins vivos desde o dia 20 de junho deste ano nas praias de Santos, São Vicente, Guarujá e Bertioga. Na primeira leva, 31 aves, retornaram ao mar no dia 11 de setembro; outros vieram a óbito durante o processo de reabilitação; e ainda existem alguns em tratamento, que provavelmente voltarão ao mar na última soltura do ano.

O PMP-BS é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama.

O projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. Durante o período de pandemia, todos os cuidados estão sendo tomados para prevenir a disseminação do vírus. 

Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas, vivos debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800 642 3341 ou (13) 99711 4120.

Tudo sobre: