Biologia regional ganha destaque nas redes sociais

Página Caiçara Babilônia tem como objetivo aproximar as pessoas da natureza e fazer com que se interessem mais pelos ecossistemas

Praias arenosas, costão rochoso, mata atlântica, restinga, e diversos outros ecossistemas estão presentes em Santos, e muita gente não sabe nem o que é um biguá – ave de penas escuras muito frequente em canais. Para transformar o conhecimento dos livros de Biologia em algo mais simples, traduzido para o dia a dia, um professor e uma jornalista criaram nas redes sociais a página Caiçara Babilônia. 

A ideia foi de Renato Kiko Tamasato, de 42 anos, professor de Ciências há quase 15 anos. Com a ajuda de Beatriz Buciano, os dois começaram a postar conteúdos sobre o meio ambiente regional desde janeiro. Mas a ideia só avançou mesmo em meio à pandemia. 

“A gente sabe que os livros didáticos têm uma abordagem limitada de alguns ecossistemas, e que transferir isso para se traduzir o que está no livro e o que está em torno de onde a gente vive virou um desafio para mim. Primeiro, pensando em passar o conteúdo da melhor maneira possível para os meus alunos. Mas principalmente pela conscientização da importância da vida marinha”, conta o professor. 

A ideia já rendeu frutos – não só reaproximar as pessoas da cultura caiçara. Nesta última semana, mais um educador se juntou ao projeto. Rodrigo Felicio Malimpensa também é responsável por pensar nos temas. 

“Trabalho há bastante tempo com alunos dos Ensinos Fundamental e Médio. Com a educação online, a gente teve que rever um pouco as linguagens e é fato que há muitas formas diferentes de aprender. Estamos dando mais uma opção”, conta.

Não há interesse da página em receber denúncias. “Pensamos em falar sobre o que temos de bom, apresentar as espécies, trazer curiosidades. Sabemos que as pessoas só cuidam de algo depois que elas conhecem”, diz Renato.

Próxima etapa

A página é colaborativa e ainda não tem muitos apoiadores. Renato diz que o desafio é transformar tudo em um canal do YouTube. “A ideia é que mais profissionais e pesquisadores possam contribuir”. 

Entre as últimas postagens há uma provocação aos moradores da Baixada Santista, no formato de quizz. 

O link para o teste de conhecimentos está nas redes sociais Facebook/caicarababilonia.com e no Instagram @caicarababilonia.

Tudo sobre: