Onde Investir: Efeito surpresa nas ações

Quem investe na bolsa precisa diluir seus investimentos, deixando boa parte na renda fixa, um porto seguro

Uma diferença fundamental entre a renda fixa e a variável (bolsa) é que a primeira não exige muita mudança de portfólio das aplicações no curto e médio prazos, pois estão atreladas a CDI (juros) e taxas de inflação, indicadores amplamente dissecados. Já com ações, o estudo deve ser cirúrgico, pois cada uma delas está sujeita a fatos internos da própria empresa ou externos, independente da mesma, que matam ou turbinam sua cotação. 

Como exemplo, veja esse grupo de ações, escolhido apenas como exemplo, e a rentabilidade nos últimos 12 meses: CVC (-29%), Cielo (-4%), Vale (+0,8%), Via Varejo (+60%), Oi (-12%), Eletrobrás (+33%) e Petrobras (+14%). O desempenho delas na bolsa é diverso, mas o que têm em comum é que seus preços foram profundamente beneficiados ou prejudicados por fatos inesperados que não poderiam prever ou, pelo contrário, por questões internas, que só podem ser trabalhadas pelos seus gestores.

No caso da agência de viagens, houve a quebra da Avianca e o vazamento de petróleo nas praias do Nordeste em plena época de venda de pacotes. Já a Cielo enfrenta a proliferação das maquininhas rivais, enquanto a Vale se afogou nas tragédias de Mariana e Brumadinho, além da desaceleração chinesa, que demanda menos minério de ferro. Já a Via Varejo, ultrapassada pela Magazine Luiza, ganhou novos ares com a volta da família Klein.

No caso da Oi, a superendividada tele se valoriza sob a expectativa de venda de sua infraestrutura (antes proibida pela legislação). Encerrando, as estatais Eletrobrás e Petrobras, profundamente prejudicadas pelo intervencionismo do Governo Dilma Rousseff e a corrupção, começaram a ganhar gestão mais eficiente desde o Governo Temer. A valorização é reflexo disso. 

O que essas breves análises indicam é que não dá para se apaixonar por uma empresa, pois intercalam momentos longos ou curtos de prosperidade, decadência ou estagnação e de repente são abaladas ou ajudadas por fatos impensáveis. Por isso, quem investe na bolsa precisa diluir seus investimentos, deixando boa parte na renda fixa, um porto seguro.

Por outro lado, é fundamental comprar mediante orientação dos especialistas de sua corretora. A melhor estratégia para iniciantes é começar com pouco em uma corretora que não cobra pela ordem de venda ou compra de ações. Obs.: a coluna não indica papéis, mas estimula o leitor a conhecer esse mercado.

Black Friday parcelada

Entre as várias ofertas da Black Friday, uma que se destacou foi a oferta de um produto em 20 vezes de R$ 90 sem juros. Serão quase dois anos que a empresa vendedora levará para receber por um produto que em tese ela pagou à vista ao fornecedor.

Portanto, é difícil acreditar que não há um custo financeiro embutido ali. Mesmo que nominalmente não se pague juros, o problema é que parcelamentos extensos tumultuam as finanças pessoais. Inicialmente se pensa que a parcela cabe no bolso. Meses depois, fica a certeza do salário mais curto. 

E se vier uma surpresa, como gasto com remédios, haverá um alto risco de calote. 

Dilema do FGTS

Quem tem o privilégio do emprego formal deve estar se perguntando sobre aderir ou não ao saque-aniversário do FGTS em 2020. O cotista terá direito a sacar uma parcela em reais e um percentual do saldo – este último diminui conforme for maior o valor total.

O problema é que em caso de demissão não haverá a liberação de todo o fundo. Por isso, alguns analistas sugerem não optar pelo novo benefício se o saldo estiver acima, por exemplo, de R$ 15 mil. Manter o FGTS como está, por outro lado, perde-se a oportunidade de investir em uma aplicação mais rentável que a do FGTS, que paga atualmente pouco mais de 6% ao ano.

Programa de milhas

As milhas aéreas são vantajosas, mas avalie bem, optando pela busca de passagem por data aproximada e não de um dia exato, pois dá para visualizar, por exemplo, os valores em uma sequência de cinco dias. Também vá a buscadores como Kayak e Skyscanner para achar promoções em reais – se encontrar uma pechincha, não use seus pontos.

Já os portais de milhas das aéreas permitem completar os pontos da passagem pagando em dinheiro ou comprando mais pontos. Há também o artifício de adquirir milhas diretamente de outra pessoa, de preferência alguém conhecido e de confiança, um risco que fica por sua conta.

Tudo sobre: