EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

24 de Outubro de 2019

Araújo defende aproximação com Israel e nega chance de perdas comerciais ao país

Decisão tem sido alvo de críticas de países árabes e exportadores brasileiros

O ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, defendeu nesta segunda-feira (8), em reunião com conselheiros da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), a aproximação do Brasil com Israel e negou que isso vai resultar em perdas comerciais ao país.

"Não há nenhum indício que aproximação de Israel resulte em perdas comerciais com países árabes", afirmou o ministro. "Isso [perda de mercado] não está acontecendo, e as pessoas continuam falando nisso. Temos certeza que isso não está acontecendo".

A aproximação entre Brasil e Israel é alvo de críticas de países árabes e exportadores brasileiros, que temem perda de mercado, especialmente no segmento de proteína animal.

Para Araújo, no entanto, a aproximação com Israel não significa menor relação com países árabes. Ele citou, por exemplo, que está em conversas com fundos de investimento dos Emirados Árabes Unidos e que este país quer intermediar a aproximação comercial do Brasil com a Índia.

Tudo sobre: