Justiça manda prender ex-Ministro do Turismo por dívida de pensão alimentícia

Henrique Eduardo Alves tem valor de R$ 938 mil em aberto por falta de pagamento de pensão alimentícia

Por: ATribuna.com.br  -  01/12/21  -  06:00
Alves foi também Ministro do Turismo no governo de Dilma Houssef e Michel Temer
Alves foi também Ministro do Turismo no governo de Dilma Houssef e Michel Temer   Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

A Justiça de São Paulo, através do juiz Marco Aurélio Paioletti Martins Costa, da 2.ª Vara da Família e Sucessões de São Paulo, determinou a prisão de Henrique Eduardo Alves (MDB), ex-presidente da Câmara dos Deputados. A decisão é por conta de falta de pagamento de pensão alimentícia do seu filho, atualmente com 20 anos, em processo movido pela ex-companheira do político.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Alves foi também Ministro do Turismo no governo de Dilma Houssef e Michel Temer. O processo tem valor em R$ 938 mil. O mandado foi expedido na semana passada. Em nota, o político confirmou a veracidade, mas disse que "até o momento não recebeu qualquer intimação", e classificou a decisão como um "despautério".


"Esse despautério promovido por Pedro Henrique e sua mãe de quem me divorciei - de forma consensual - há mais de 11 anos, deixando mais de 50% de meu patrimônio na época, não pode prosperar, pelo simples fato de que não tenho como pagar uma pensão alimentícia de quase R$ 50 mil reais por mês", diz a nota.


*com informações de g1


Logo A Tribuna
Newsletter