Conexão Estados Unidos: Sejam bem-vindos, imigrantes

Nesta edição da coluna, Fernanda Haddad fala sobre o projeto de suporte aos imigrantes do prefeito republicano de San Diego, Kevin Faulconer

Por: Fernanda Haddad - De San Diego  -  06/02/19  -  19:19

Apesar de compartilharem os mesmos ideais políticos, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o prefeito de San Diego, Kevin Faulconer, parecem não se entender quando o assunto é imigração. Na última segunda-feira (4), Faulconer anunciou um plano de suporte a imigrantes, enquanto Trump pede mais rigor nas fronteiras do país.


Trump e Faulconer são republicanos. Do outro lado, para quem não é muito inteirado com a política americana (como eu também não era, até vir morar aqui), estão os democratas. 


O presidente dos EUA vem, desde o começo de seu mandato, em 2017, trabalhando para fechar o cerco contra imigrantes. Uma das principais promessas de sua campanha, e agora seu principal projeto, é construir o muro na fronteira entre Estados Unidos e México.


Ainda no domingo passado, Trump postou em sua conta no Twitter: “With Caravans marching through Mexico and toward our Country, Republicans must be prepared to do whatever is necessary for STRONG Border Security. Dems do nothing. If there is no Wall, there is no Security”. 


Em português, o presidente americano disse “Com caravanas [de imigrantes] marchando do México para o nosso país [EUA], Republicanos devem estar preparados para fazer o que for necessário para uma FORTE segurança na borda. Democratas não fazem nada. Se não existe o muro, não existe segurança”.


San Diego, a cidade onde eu moro há três anos, faz fronteira direta com Tijuana, no México. De acordo com o site oficial da prefeitura de San Diego, a população da cidade é composta por 800 mil imigrantes.


One in four San Diego County residents is an immigrant” - Um em cada quatro residentes de San Diego é imigrante, informa o governo municipal em sua página. 


No projeto de suporte aos imigrantes, Faulconer demonstra a sua vontade em querer dar força e incentivar a população de San Diego a abraçar os imigrantes como se fossem cidadãos americanos. 


A proposta visa incentivar o imigrante a empreender na cidade e, também, incentivar comerciantes a contratar as pessoas não nascidas nos Estados Unidos. Além disso, o prefeito de San Diego quer expandir a oferta de aulas de inglês. Faulconer quer ainda aumentar a participação civil de imigrantes e refugiados, e promover um treinamento policial que fomente a confiança entre policiais e imigrantes.


O prefeito de San Diego criou um cargo especial em seu gabinete para nomear uma pessoa responsável por fazer com que o plano se desenvolva. O projeto foi elaborado durante um ano por um comitê formado por donos de comércio, pesquisadores de universidades e grupos humanitários. 


Em 2016, imigrantes de San Diego contribuíram com US$ 7,5 bilhões em impostos federais e US$ 2,1 bilhões para o estado da Califórnia e para a própria cidade de San Diego. Empresários imigrantes geraram US$ 1,4 bilhão de renda para a região. Ainda de acordo com informações oficiais da prefeitura da cidade, as cinco nacionalidades com maior número de imigrantes em San Diego são: mexicana, filipina, vietnamita, chinesa e iraquiana.


Logo A Tribuna