Após tratamento, pinguins-de-magalhães estão prontos para voltar à natureza

Cinco animais foram encontrados em praias da região, abaixo do peso e com lesões nas asas

Por: De A Tribuna On-line  -  07/11/18  -  17:39

Cinco os pinguins-de-magalhães encontrados em praias do Baixada Santista e Vale do Ribeira passaram por tratamento e agora estão prontos para voltar à natureza. A reabilitação foi feita por equipes do Instituto Gremar.


Os animais foram resgatados no período de agosto a outubro nas praias da Riviera de São Lourenço (Bertioga), Ilha Comprida (Iguape), Ilha de Queimada Grande (Itanhaém), Itaquitanduva (São Vicente) e Canto do Forte (Praia Grande). Nos dois últimos casos, especificamente, os resgates foram feitos pelos institutos de Pesquisa Cananeia (Ipec) e Biopesca, respectivamente.


Cinco pinguins foram encontrados com sinais de desnutrição
Cinco pinguins foram encontrados com sinais de desnutrição   Foto: Divulgação/Instituto Gremar

Segundo o Gremar, eles estavam abaixo do peso, com sinais de exaustão e desnutrição. Apresentavam ainda quadros isolados de hipotermia e lesões nas asas.


Os cuidados incluíram alimentação, suplementação vitamínica e testes de mergulho. Após evolução em seu quadro clínico e foram considerados aptos à soltura.


Espécie que habita águas temperadas, principalmente da Argentina e do Chile, o pinguim-de magalhães tem o hábito de buscar comida em correntes frias, próximas à costa. Este comportamento, somado às ações antrópicas que podem afetar sua cadeia alimentar, explica sua alta incidência também no litoral brasileiro.


Os pinguins serão soltos nos próximos dias pela equipe do Instituto Argonauta, em Ubatuba, que já tratava de outros animais da mesma espécie.


Logo A Tribuna