CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Santos mapeia nomes disponíveis no mercado e deve ter técnico brasileiro
ATribuna.com.br apurou que diretoria evita contratar um outro treinador estrangeiro
Por: Bruno Lima  -  27/04/21  -  19:26
Presidente Andrés Rueda segue a procura de um novo treinador para o Santos   Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/Santos FC

A procura do Santos por um novo treinador ainda está em fase inicial. Depois da saída do argentino Ariel Holan, a cúpula alvinegra mapeia os técnicos disponíveis no mercado para encontrar o nome que melhor se encaixe à filosofia e à realidade financeira do Alvinegro. A tendência, de acordo com o apurado por ATribuna.com.br, é que a diretoria evite a contratação de um profissional estrangeiro.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Segundo as informações obtidas pela Reportagem, as principais opções consideradas são aquelas que estão sem vínculo empregatício no momento. Treinadores empregados que foram cogitados internamente são apenas os de times menores, em razão de uma possível multa rescisória e salários.


A diretoria evita a todo custo falar dos nomes analisados, mas garante que ninguém foi oficialmente procurado, pois o Comitê de Gestão do clube sequer colocou a questão em votação.


Opções


Entre os nomes de técnicos desempregados que mais se encaixam com a filosofia de jogo do Santos, aparecem os de Renato Gaúcho e Fernando Diniz. Porém, Renato é uma opção muito difícil, pois tem salários elevados e dificilmente concordaria em trabalhar com um elenco recheado de garotos e sem poder ser protagonista no mercado, em busca de contratações.


Já Fernando Diniz é uma realidade mais próxima em termos financeiros. Contudo, a falta de fôlego dos seus trabalhos à frente de Athletico-PR, Fluminense e São Paulo podem pesar contra a sua contratação.