Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Santos aguarda resposta de árabes por Alison e não descarta reposições para possíveis saídas

Volante tem o sonho de atuar fora do Brasil e diretoria alvinegra não deve ser obstáculo

Por: Bruno Lima  -  30/07/21  -  18:26
 Alison está na mira do Al Hazem, dos Emirados Árabes, e gostaria de atuar fora do Brasil
Alison está na mira do Al Hazem, dos Emirados Árabes, e gostaria de atuar fora do Brasil   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Além de tudo que envolve o atacante Kaio Jorge, o Santos deve definir nos próximos dias o futuro do volante Alison. Cobiçado pelo Al Hazem, dos Emirados Árabes, o jogador de 28 anos aguarda a resposta do clube para a contraproposta feita pelo time da Vila Belmiro.


Em entrevista para ATribuna.com.br, o executivo de futebol do Santos, André Mazzuco, afirmou que se os árabes atenderem o pedido alvinegro, a tendência é o volante realizar um desejo pessoal de atuar fora do Brasil.


"Recebemos uma proposta oficial de venda do Alison. Ele é um jogador que está desde os 11 anos no clube. Tem uma história bonita aqui. Cumpriu muitas etapas no Santos e hoje é um desejo dele atuar fora do Brasil. Caso venha a se confirmar, será importante para ele, pois envolve valores muito interessantes para o jogador. Nós fizemos uma contraproposta e estamos aguardando", disse o dirigente alvinegro.


Ainda de acordo com Mazzuco, Santos e Alison têm conversado de maneira muito clara em relação a essa possível transferência.


"Ele tem conversado com a gente de forma muito transparente. É um jogador muito grato ao clube, e o Santos também é muito grato a ele. Por isso a situação tem sido tratada da melhor forma possível”, acrescentou.


Reposição


Questionado se, diante das saídas de Kaio Jorge e Alison, o Santos iria ao mercado em busca de reposição, Mazzuco não descartou a possibilidade.


"Nós temos uma situação financeira que não nos permite contratações de grandes valores, pois o foco total do clube nesse ano é alcançar esse equilíbrio financeiro. Buscar uma tranquilidade para que o Santos possa se reerguer, porque passa por essa crise toda. Temos que potencializar o trabalho com o Diniz e com o grupo que nós temos, e estar atento às oportunidades. Se houver boas oportunidades no mercado, vamos realizá-las, desde que sejam factíveis à nossa realidade" explicou o dirigente antes de salientar a qualidade do atual elenco.


"Temos um grupo de jogadores de qualidade, e temos atletas que podem ganhar mais espaço com as possíveis saídas. Porém, queremos ter um elenco forte como um todo. Não querer apenas ter a necessidade de ir ao mercado em busca de um titular absoluto. Por isso não descartamos nenhuma vinda”, finalizou o homem forte do futebol santista.


Logo A Tribuna