Divergência financeira trava chegada de volante do Flamengo ao Santos

Empresário do atleta e diretoria do Peixe não se acertam sobre salários e comissões futuras

Por: Bruno Lima  -  26/01/19  -  21:18
  Foto: Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação

Parte da negociação que levou o atacante Bruno Henrique para o Flamengo, a vinda ao Santos do volante Ronaldo, de 22 anos, que seria cedido por empréstimo de ano pelo Rubro-Negro, pode não se concretizar por divergências financeiras entre os diretores alvinegros e o empresário do jogador, André Cury.

De acordo com o apurado por A Tribuna On-line, assim que a venda de Bruno Henrique (por R$ 23 milhões) foi definida, ficou acertado entre o agente de Ronaldo e os representantes do Santos que o volante chegaria à Vila Belmiro com salários de R$ 80 mil.

Ao término do vínculo, caso o Peixe viesse a ter interesse em comprá-lo por 3 milhões de euros (R$ 12 milhões na cotação atual), os vencimentos do volante passariam a ser de R$ 120 mil. Mais: diante da aquisição de Ronaldo, o Peixe pagaria 7% do valor da transação como comissão ao empresário do atleta. Ou seja: R$ 840 mil.

Mas, repentinamente, a coisa desandou. A cúpula alvinegra teria mudado de ideia em relação ao salário de Ronaldo após a aquisição e o percentual da comissão. Os valores sugeridos pelo Santos passaram a ser de R$ 100 mil de vencimentos ao atleta e 5% (R$ 600 mil) do valor da transação ao agente.

O descumprimento do que já havia sido acertado irritou o empresário de Ronaldo, que não abre mão daquilo que havia sido combinado inicialmente.

O descontentamento de Cury é tão grande que ele já informou à direção santista que quer os valores acordados logo após a venda de Bruno Henrique ser sacramentada. Do contrário, Ronaldo não irá para o Santos.

Se o volante não vier, o Santos precisaria discutir um ressarcimento por parte do Flamengo, seja ele financeiro ou com a cessão de outro atleta.

Lucas Venuto

Semanas antes de conversar com o Santos sobre Ronaldo, Cury já havia se desentendido com a direção santista. Na ocasião, por conta da transferência do atacante Lucas Venuto, de 24 anos, que estava no Áustria Viena, da Áustria, e que está em vias de ir para o Vancouver, do Canadá, mas que disputa a Major League Soccer, dos Estados Unidos.

Errata:Nas negociações de Lucas Venuto as cifras de luvas são em euros, e não em reais como publicado inicialmente na reportagem. Os salários são em reais.

A chegada de Venuto ao Peixe estava acertada e aprovada por Jorge Sampaoli. O atacante, revelado pelo Red Bull Brasil e que está na Áustria desde 2014, resolve detalhes da sua rescisão contratual. Desta forma, o Santos pagaria R$ 500 mil de luvas ao atleta, mais salários de R$ 200 mil.

Entretanto, esses valores foram reduzidos. De acordo com o que foi revelado ao site por pessoas próximas a Venuto, as luvas passaram a ser de R$ 300 mil e os vencimentos de R$ 150 mil. Apesar disso, o atacante aceitou a proposta.

Porém, a diretoria santista teria feito nova redução. Agora, para que Venuto recebesse salário de R$ 100 mil. Inconformados, jogador e empresário colocaram fim nas negociações e encaminharam acerto com o time canadense.


Logo A Tribuna