De olho na Libertadores, Santos encara o América-MG em Belo Horizonte

Vitória sobre o Coelho é importante para que o Peixe não deixe o Atlético-MG aumentar vantagem na tabela

Por: Bruno Lima  -  18/11/18  -  13:41
Santos treinou em Belo Horizonte antes de enfrentar o América
Santos treinou em Belo Horizonte antes de enfrentar o América   Foto: Ivan Storti/Santos FC

Para seguir sonhando com uma vaga na Libertadores de 2019, o Santos precisa colocar fim à série de três derrotas seguidas, neste domingo (18), às 17 horas, diante do América-MG, em Belo Horizonte. Os três pontos são fundamentais para que a equipe do técnico Cuca mantenha o Atlético-MG, dono da sexta posição do Campeonato Brasileiro, no seu campo de visão.


Além disso, a vitória sobre o Coelho, penúltimo colocado na tabela, com 34 pontos, é importante para recuperar a confiança do elenco alvinegro, que há algumas rodadas não consegue apresentar o mesmo futebol que o fez deixar a zona de rebaixamento para almejar a classificação à principal competição do continente.


Apesar da péssima campanha do adversário desta tarde – o América-MG não vence há 11 rodadas: seis derrotas e cinco empates –, o Santos não terá vida fácil. E o técnico Cuca sabe disso, pois não contará com o uruguaio Carlos Sánchez, o costa-riquenho Bryan Ruiz, e o paraguaio Derlis González, convocados para as respectivas seleções, além dos zagueiros Luiz Felipe e Lucas Veríssimo machucados, e Yuri suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Dodô, que deixou a última partida por conta de uma contusão no joelho, é dúvida.


Diante de tantos desfalques, as maiores dores de cabeça da comissão técnica estão na defesa e, principalmente, no meio-campo. Na zaga, ao lado de Gustavo Henrique, o jovem Kaique Rocha, recém-promovido do time sub-17, pode receber a primeira oportunidade.


Já no meio-campo, as alternativas do treinador santista para superar a explícita falta de criatividade do setor, vista nas derrotas para a Chapecoense e Flamengo, ambas por 1 a 0, são Arthur Gomes e Jean Mota. Os dois, no entanto, não corresponderam contra o Rubro-Negro carioca.


Se a sequência de maus resultados aumentar, as chances de o Santos alcançar a Libertadores não acabam. Porém, diminuem consideravelmente, uma vez que irão restar nove pontos para disputar e Cuca entende que a classificação virá com pelo menos 11 pontos mais na tabela.


Logo A Tribuna