Atacantes do Santos marcaram apenas três gols nos últimos 20 jogos

Raniel foi o último jogador de frente do Peixe a balançar as redes adversárias

Por: Bruno Lima  -  26/10/21  -  06:57
 Marinho não vive boa fase e Marcos Leonardo não vem sendo aproveitado por Carille
Marinho não vive boa fase e Marcos Leonardo não vem sendo aproveitado por Carille   Foto: Foto: Ivan Storti / Santos FC

Para sair da zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Santos precisa somar pontos. Porém, um dos problemas para que a equipe reencontre o caminho das vitórias está na ineficiência dos homens de frente do elenco. Nos últimos 20 jogos do Peixe - considerando os compromissos do Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Copa Sul-Americana - os atacantes santistas marcaram apenas três gols.


Raniel, na derrota por 3 a 1 para o Atlético-MG, há duas semanas, no Mineirão, pelo Brasileirão, e Marcos Leonardo e Lucas Braga, na goleada por 4 a 0 sobre a Juazeirense, em 28 de julho, na Vila Belmiro, pela Copa do Brasil, foram os últimos atacantes do Peixe a balançar as redes adversárias.


Ao longo desses 20 compromissos, o Santos marcou 14 gols, sendo cinco de Carlos Sánchez, dois de Gabriel Pirani, dois de Madson, um de Wagner Leonardo e um do zagueiro Alexander Barboza, do Libertad, contra. Além, é claro, dos três feitos pelos homens de frente.


E isso, obviamente, preocupa a comissão técnica. Enquanto Lucas Braga não marca há 20 jogos, Marinho já amarga 14 partidas de jejum.


Marcos Guilherme, por sua vez, fez o seu último gol pelo Santos em 18 de julho, no empate por 2 a 2 com o Red Bull Bragantino, em Bragança Paulista.


Léo Baptistão, atualmente lesionado, e Diego Tardelli, titular na derrota de sábado (23) para o América-MG, por 2 a 0, na Vila Belmiro, ainda nem sentiram o gosto de balançar as redes com a camisa alvinegra.


Por fim, Ângelo, que tem recebido raras oportunidades, fez o seu primeiro e único gol no elenco profissional em abril, durante a vitória do Santos sobre o San Lorenzo, por 3 a 1, em Buenos Aires, pelo jogo de ida da terceira preliminar da Copa Libertadores.


Na luta contra o rebaixamento no Brasileirão, o Santos é dono do quinto pior ataque da competição, com 23 gols marcados, em 27 jogos.


Logo A Tribuna