Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Andres Rueda cobra providências da Conmebol após polêmica com VAR: 'Já chega'

Santos argumenta que o equipamento não foi utilizado de forma adequada em pênalti não marcado contra o Boca Juniors

Por: Por A Tribuna.com.br  -  07/01/21  -  17:25
Rueda revela que os nomes interessados terão que ser muito bem analisados
Rueda revela que os nomes interessados terão que ser muito bem analisados   Foto: Ivan Storti / Santos FC

A diretoria do Santos está cobrando providências da Conmebol em relação a não utilização do VAR no jogo diante do Boca Juniors, pela semifinal da Copa Libertadores, na Argentina, no lance que aconteceu um suposto pênalti no atacante Marinho, em jogada com Izquierdoz, no segundo tempo da partida.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O presidente Andres Rueda enviou nesta quinta (7), um ofício ao presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, e ao responsável pela Comissão de Arbitragem da entidade, Wilson Seneme, solicitando proviências em relação ao fato. “Mais uma vez presenciamos um episódio que não condiz com as recentes melhorias, os investimentos e os pilares de desenvolvimento da Conmebol nos últimos dois anos”, ressalta, citando até o jornal Olé, da Argentina, que reconheceu o pênalti.


"Solicitamos que isso não ocorra mais. São dois clubes muito grandes, dois dos maiores times do Mundo, e isso só atrapalha o espetáculo. Queremos que as tecnologias sejam bem utilizadas e que todos sejam tratados da mesma forma”, disse o presidente santista.


O Santos também enviou ofícios para Rogério Caboclo, presidente da CBF, e Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da Federação Paulista de Futebol. A intenção do Peixe é solicitar apoio de todos para que sejam tomadas medidas enérgicas.


"“Já chega! Está acontecendo com muitos clubes e solicitamos que isso não ocorra mais e, principalmente, os atos não fiquem impunes. Reiteramos nossa confiança para a adoção das medidas cabíveis, primando sempre pelo espírito do Fair Play e pelo profissionalismo nas competições organizadas pela entidade", disse Rueda


Logo A Tribuna