CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Abel pode dar descanso a alguns titulares do Palmeiras, de olho na Copa do Brasil
Treinador pode deixar Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Zé Rafael, Rafael Veiga e Rony fora do duelo contra o Red Bull Bragantino
Por: Do Estadão Conteúdo  -  25/12/20  -  23:59
Atualizado em 26/12/20 - 00:06
Abel Ferreira ainda estuda qual time irá colocar em campo no Brasileirão   Foto: Cesar Greco/Agência Palmeiras

Os jogadores do Palmeiras ganharam folga na sexta-feira (25) de Natal, mas trabalharão forte neste sábado à tarde, visando o compromisso com o Red Bull Bragantino, no Brasileirão. O técnico Abel Ferreira promete mandar um time forte a campo, mas deve dar descanso para alguns titulares, de olho na Copa do Brasil.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!


Na quarta-feira (30) o Palmeiras visita o América-MG, no Independência, necessitando de uma vitória para ir à decisão. A ordem é não depender das cobranças de pênaltis. E, para isso, o treinador espera contar com suas principais peças "descansadas".


Abel Ferreira recebeu muitas críticas por não ter utilizado Luan e Viña no jogo de ida, quarta-feira, no Allianz Parque. Disse que era opção dele e até ironizou as cobranças após o 1 a 1. Mas sabe que não agradou o torcedor com a estratégia e agora vai mandar a campo em Belo Horizonte o time ideal.


Desta forma, estuda não utilizar todos os titulares diante do Bragantino. Pode deixar Marcos Rocha, Gustavo Gómez, Zé Rafael, Rafael Veiga e Rony, por exemplo, de fora da visita a Bragança Paulista.


O time que será utilizado na rodada do Brasileirão vai ser definido neste sábado. Não apenas no treino, mas também numa conversa com a comissão técnica. Quem alegar mais desgaste será preservado.


Recuperado de lesão, o jovem volante Patrick de Paula pode ser utilizado para ganhar ritmo de jogo, assim como o atacante Luiz Adriano, que só entrou no segundo tempo diante dos mineiros. Abel já adiantou que o Palmeiras "não joga com apenas 11 jogadores", e promete rodar o elenco. Porém, não aceitará palpites nas escalações.