Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Abel Ferreira reconhece participação de Luxemburgo no título: 'O trabalho também é dele'

O treinador também falou sobre a estrutura que o Palmeiras lhe ofereceu desde sua chegada e valorizou a disputa final diante do Santos

Por: Fúlvio Feola & Alexandre Lopes &  -  31/01/21  -  01:09
O treinador também ressaltou toda a estrutura que o Palmeiras tem para oferecer
O treinador também ressaltou toda a estrutura que o Palmeiras tem para oferecer   Foto: Divulgação/Palmeiras

O técnico Abel Ferreira entrou para a história do Palmeiras neste sábado (30), ao ser o comandante do alviverde na conquista do bicampeonato da Libertadores.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Conhecido por falar bastante e enaltecer a todos, ele aproveitou a coletiva após a vitória para falar sobre o momento vivido no clube paulista. Ele, inclusive, elogiou o técnico Vanderley Luxemburgo, que foi demitido antes da chegada do português.


"A palavra na minha cabeça é obrigado. Agradeço a todos os jogadores que treinei de forma especial e carinhosa. Agradeço ao Palmeiras. Não há bons treinadores sem bons jogadores, sem bons homens e sem bons líderes. Dizer também que essa caminhada começou com o professor Vanderlei Luxemburgo. Peguei o Palmeiras em todas as competições. O trabalho também é dele".


O treinador também ressaltou toda a estrutura que o Palmeiras tem para oferecer. "Dizer também de forma muito sentida. A estrutura do Palmeiras que me contratou. Eu não tinha titulo no futebol profissional. Mas há coisas que valem mais do que titulo. A minha maior alegria não foi levantar a taça, foi ver meus jogadores felizes, ver o pessoal da academia feliz, saber que todos terão um salário extra. Que todos eles nos apoiaram", comemorou o treinador, que aproveitou para valorizar a final diante do Santos.


"Tenho que falar do Santos. Uma grande equipe, um grande treinador e também mereciam o titulo pelo trabalho espetacular."


O autor do gol do título, Breno Lopes, ainda garoto, também foi elogiado. Abel diz gostar de trabalhar com jovens talentos. "O Palmeiras acreditou mais, foi mais organizado em um jogo difícil, duro, muito emocional e com muito calor. Graças a competência do Breno vencemos. Eu gosto de apostar nos jogadores de baixo. Eles dão a vida por uma oportunidade e absorvem tudo o que o treinador diz. Muito obrigado", diz o treinador, que agora se prepara a disputa do Mundial no Catar.


Logo A Tribuna