Nadal revela recuperação de tornozelo caminhado mais rápido que o esperado

Tenista espanhol operou no início de novembro e espera voltar as quadras em janeiro, no Aberto da Austrália

Por: Estadão Conteúdo  -  23/12/18  -  21:28

Sem jogar uma partida desde o dia 8 de setembro, quando precisou abandonar a semifinal do US Open que fazia contra o argentino Juan Martín del Potro por causa de uma lesão, Rafael Nadal operou o tornozelo no início de novembro e agora se prepara para retornar às quadras. Ao comentar sobre o assunto, o espanhol revelou que a sua recuperação está sendo melhor do que a prevista pelos médicos e por ele próprio.


"Estou dando muitos passos à frente desde a cirurgia no pé", afirmou o tenista em entrevista para a rede CNN, concedida em sua academia em Mallorca, na Espanha, onde também destacou: "Comecei a praticar tênis uma semana antes (do esperado), e em maior intensidade do que pensávamos".

Atual vice-líder do ranking mundial, Nadal destacou ainda que essa sua pré-temporada será melhor do que a feita para 2018, pois ele revelou que terminou 2017 "muito mal com os seus joelhos". Por causa do problema físico, o espanhol admitiu que não chegou "muito bem preparado para o início" das competições neste ano.

Agora, porém, Nadal exibe otimismo ao projetar 2019, cujo primeiro grande torneio será o Aberto da Austrália, Grand Slam que será realizado em Melbourne entre os dias 14 e 27 de janeiro "Foi um pouco arriscado que não chegaríamos ao começo da temporada (em boas condições físicas), treinando mais ou menos duro e estamos empolgados para começar a nova temporada", ressaltou, se referindo aos seus técnicos, Carlos Moya e Francisco Roig, e sua equipe de preparação.

Esta está longe de ser a primeira vez que Nadal fica um período afastado para tratar de lesão antes de iniciar uma temporada. E ele usa isso como motivação para retornar e buscar novos títulos Um dos maiores jogadores da história do tênis, o ídolo espanhol acumula 80 troféus de simples em sua carreira, sendo cinco deles obtidos em 2018.

"Desfruto do fato de que, para mim, é um desafio, sempre, voltar depois de um período difícil devido às lesões. Para mim, é um desafio começar uma nova temporada", afirmou o tenista de 32 anos, revelando que este período de afastamento também serviu para que ele pudesse tentar melhorar a qualidade do seu jogo em alguns aspectos.

"Testamos coisas e trabalhamos em coisas novas. E você deve ir à quadra todos os dias com a paixão de melhorar algo e a motivação para seguir em frente", enfatizou.


Tudo sobre:
Logo A Tribuna