Luiza Garcia supera síndrome do pânico e conquista Pan-Americano de Ginástica

"Realmente o esporte mudou minha vida. Poderia ser uma adolescente cheia de problemas", disse a atleta

Por: A Tribuna Online  -  26/11/18  -  18:56
Luiza (direita) durante a apresentação da equipe de ginástica estética
Luiza (direita) durante a apresentação da equipe de ginástica estética   Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

Luiza Garcia, de 17 anos, integrante da equipe santista (Brasil FC/Semes/Fupes) de ginástica estética, conseguiu duas vitórias extremamente importantes para sua carreira. A primeira foi integrar a equipe que conquistou o ouro na categoria sênior do 2º Pan-Americano de Ginástica Estética de Grupo, no último fim de semana, e a outra foi vencer a síndrome do pânico com a ajuda da modalidade.


“Realmente posso dizer que o esporte mudou minha vida. Poderia ser hoje uma adolescente cheia de problemas, mas estou aqui sendo feliz e fazendo o que amo”, disse.


Com seis anos de idade, Luiza perdeu sua avó e começou a mostrar uma tristeza acima do normal para as crianças de sua idade.


“Me diziam que ela estava no hospital mas voltaria, e isso não aconteceu. De repente fui tomada por pensamentos negativos. Só pensava que poderia morrer. Deitava no sofá e queria me proteger, imaginava que poderia ter um terremoto. Ambientes com muitas pessoas me assustavam. Tive uma crise de choro na praia”, lembra a atleta.


Luiza contou com ajuda da mãe, Janaina Barros, no tratamento da doença. Ela levou a filha ao médico e recebeu a orientação de que a menina precisava praticar esportes e se misturar com outras crianças. “Ele me disse que seria importante ela estar no meio de muitas pessoas, pediu que levasse para o esporte”, conta a mãe.


A partir deste momento, a mãe resolveu matricular a filha na escola de ginástica rítmica do Rebouças, em Santos. Essa decisão mudou completamente o curso da vída de Luiza.


Da esq. para a dir. Luiza é a 1ª do conjunto de ginastas
Da esq. para a dir. Luiza é a 1ª do conjunto de ginastas   Foto: Prefeitura de Santos/Divulgação

Superação com conquistas


Nos 11 anos em que compete Luiza conseguiu grandes resultados na ginástica rítmica. Na competição de maças, arco e no geral, quando são somados os pontos dos quatro aparelhos (arco, bola, maças e fita) foi campeã Metropolitana, da Copa São Paulo e do Estadual. Com a equipe venceu as mesmas competições e tem uma medalha de bronze em Jogos Abertos. Na ginástica estética conquistou no ano passado, no México, o título pan-americano. Com o resultado garantiu vaga no Campeonato Mundial, em novembro, que será no Brasil FC, em Santos.


Na avaliação do técnico Thiago Hermenegildo, Luiza tem muito potencial. “Além de talentosa, ela é dedicada. Teve um momento que tive dúvidas se seria uma atleta de alto rendimento, já que tinha dificuldade de trabalhar em grupo. Mas conseguiu superar e é prova do quanto o esporte pode fazer por uma pessoa”.


Tudo sobre:
Logo A Tribuna