Operação da Polícia Rodoviária Federal foi planejada em reunião no Palácio da Alvorada

A campanha do presidente Jair Bolsonaro (PL) teria planejando dificultar o transporte de eleitores no nordeste

Por: ATribuna.com.br  -  30/10/22  -  17:55
A operação teve foco em regiões do Norte e Nordeste
A operação teve foco em regiões do Norte e Nordeste   Foto: Divulgação

Toda ação realizada neste domingo (30) pela Polícia Rodoviária Federal, que aconteceu nas estradas brasileiras e dificultou o transporte de eleitores, começou a ser articulada na noite do dia 19 de outubro. O núcleo da campanha de Jair Bolsonaro (PL) se reuniu no Palácio da Alvorada e planejaram ações que deveriam ser feitas na reta final do segundo turno.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Entre essas decisões estava a operação que está sendo realizada desde a madrugada. Responsáveis pelo auxílio à Justiça Eleitoral, como as Forças Armadas, Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal, foram instruídos para que ficassem atentos ao transporte irregular de eleitores, principalmente no Nordeste.


Segundo o jornalista Lauro Jardim, não houve uma preocupação com a imparcialidade durante essa reunião. A expectativa da campanha bolsonarista é de que fossem impedidas, barradas ou dificultadas apenas locomoções irregulares de eleitores de Lula (PT).


Um integrante da campanha afirmou que nem seria preciso dar uma ordem explícita para nada. Ele explicou que o efetivo dessas forças policiais são basicamente compostos de simpatizantes do presidente, mas a consequência de uma operação como essa é óbvia.


*Com informações do Jornal O Globo


Logo A Tribuna
Newsletter