Lira: A vontade da maioria manifestada nas urnas jamais deverá ser contestada

O presidente da Câmara ainda disse que, passado o processo eleitoral, é hora de desarmar os espíritos

Por: Estadão Conteúdo  -  30/10/22  -  20:53
Arthur Lira (PP-AL), afirmou neste domingo, 30, em pronunciamento
Arthur Lira (PP-AL), afirmou neste domingo, 30, em pronunciamento   Foto: Divulgação

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), afirmou neste domingo, 30, em pronunciamento, que o Brasil deu uma demonstração de vitalidade da democracia, de força das instituições e do povo, após a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva. "A vontade da maioria manifestada nas urnas jamais deverá ser contestada e seguiremos em frente na construção de um País soberano, justo e com menos desigualdades", disse.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Segundo Lira, os brasileiros sinalizaram que querem reformas, um Estado menor e mais eficiente. "Esse recado foi dado e deverá ser levado a sério. Ao presidente eleito, a Câmara dos Deputados lhe dá os parabéns e reafirma o compromisso com o Brasil, sempre com muito debate, diálogo e transparência. É preciso ouvir a voz de todos, mesmo divergentes, e trabalhar para atender as aspirações mais amplas", disse.


O presidente da Câmara ainda disse que, passado o processo eleitoral, é hora de desarmar os espíritos, estender a mão aos adversários, debater, construir pontes, propostas e práticas que tragam mais desenvolvimento, empregos, saúde, educação e marcos regulatórios eficientes. "Tudo que for feito daqui para frente tem que ter um único princípio: pacificar o País e dar melhor qualidade de vida ao povo brasileiro", disse.


Logo A Tribuna
Newsletter