Eleições terão recorde de mesários voluntários na Baixada Santista

Balanço do TRE mostra aumento de 68,4% nas inscrições em relação ao pleito municipal de 2016 em todo Estado

O número de inscritos para o trabalho de mesário voluntário nas eleições deste ano aumentou 68,4% no Estado, em relação ao pleito municipal de 2016, segundo balanço divulgado pelo Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) nesta quarta-feira (16). Foram 167.283 inscrições (um recorde), contra 99.343 há quatro anos. Em relação às eleições gerais de 2018, quando 154.469 voluntários atuaram, a alta é de 8,3%.  

Assine o Portal A Tribuna agora mesmo e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos

O prazo terminou nesta quarta, mas ainda é possível fazer a inscrição para eventual necessidade de substituição de mesário já nomeado. Basta acessar: http://www.tre-sp.jus.br/eleitor/mesario/ficha-de-inscricao

O alto número no Estado deve ser refletido em todo o País. Para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o resultado se deve à campanha em televisão, rádio e redes sociais, tendo como protagonista o médico Drauzio Varella. Na divulgação, o médico pede para que pessoas que não são do grupo de risco para a covid-19 sejam voluntários.  

A Justiça Eleitoral paulista prevê convocar 343.616 mesários para o pleito, quase a metade do contingente total será de voluntários (48,7%). Nas nove cidades da Baixada Santista, serão 14.296 convocados. Até o dia 11 de setembro, 7.762 voluntários se inscreveram, 54,3% do total. Praia Grande teve a maior procura, com 1.978, seguida por Santos, com 1.342. 

Serviço à democracia 

O trabalho de mesário não é remunerado, mas a pessoa recebe auxílio-alimentação por dia trabalhado, no valor de R$ 35,00. O mesário também tem direito a dois dias de folga para cada dia que passar nos treinamentos oferecidos pela Justiça Eleitoral ou trabalhando no dia da votação. 

Além disso, recebe um certificado pelos serviços prestados e tem preferência no desempate em concursos públicos, desde que isso seja previsto no edital. 

Para ser mesário, a pessoa precisa estar em situação regular com a Justiça Eleitoral e ser maior de 18 anos. Os mesários são designados para seções dentro da Zona Eleitoral em que estão inscritos. 

Qualquer eleitor pode ser escolhido para ser mesário, exceto: candidatos e seus parentes, até o segundo grau, ainda que por afinidade, inclusive o cônjuge; membros de diretórios de partidos políticos que exerçam função executiva; autoridades, agentes policiais e funcionários no desempenho de funções de confiança do Executivo; e funcionários do serviço eleitoral. 

Inscrições de voluntários até 11 de setembro: 

Bertioga - 146 
Cubatão - 663 
Guarujá - 1.259 
Itanhaém - 558 
Mongaguá - 295 
Peruíbe - 232 
Praia Grande - 1.978 
Santos - 1.342 
São Vicente - 1.289 

Total - 7.762 

 
Total de mesários que serão convocados 

Bertioga - 456 
Cubatão - 996 
Guarujá - 2.308 
Itanhaém - 820 
Mongaguá - 472 
Peruíbe - 572 
Praia Grande - 2.348 
Santos - 3.696 
São Vicente - 2.628 

Total - 14.296

Tudo sobre: