Travessias de balsas e barcas não terão reajuste de tarifas

Segundo o Governo do Estado, este é o segundo ano consecutivo em que o preço não sofrerá alterações

A travessia de balsas entre Santos e Guarujá, além do transporte de barcas, não vão sofrer reajuste nas tarifas. A medida serve para todas as Travessias Litorâneas do Estado, que são administradas pelo Departamento Hidroviário.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços

O não reajuste das tarifas das travessias foi adotado pela Secretaria de Logística e Transportes (SLT), do Governo do Estado. Este é o segundo ano consecutivo em que o preço não sofrerá alterações.

“As travessias recebem desde o início da nossa gestão uma atenção especial. Melhoramos o sistema, reduzimos significativamente o tempo de espera e trouxemos mais segurança aos usuários, mesmo sem reajustar as tarifas nesse período”, afirmou o secretário da pasta, João Octaviano Machado Neto.

No início do mês, o serviço das travessias litorâneas passaram a ser administradas pelo Departamento Hidroviário, como parte do processo de extinção da Dersa, empresa que realizava a administração.

O Governo do Estado já iniciou o processo de concessão das travessias com a contratação da Fundação Getúlio Vargas (FGV), que vai definir a modelagem do processo.

Na Baixada Santista, há três travessias para usuários: Santos/Guarujá, Santos/Vicente de Carvalho e Bertioga/Guarujá​.

Tudo sobre: