Servidores de São Vicente dizem terem sido barrados em discussão sobre campanha salarial

Grupo alega que teve a entrada proibida por membros do órgão por não serem sindicalizados

Por: De A Tribuna On-line  -  05/12/18  -  23:24
Atualizado em 05/12/18 - 23:26

Um grupo de servidores municipais de São Vicente realiza um protesto na porta do sindicato da categoria, nesta quarta-feira (5). Eles alegam que foram proibidos de entrar na sede por membros do órgão para participar da reunião que debate a campanha salarial de 2019. O motivo seria o fato deles não serem sindicalizados.


"A gente queria entrar no sindicato. Não temos direito a voto, tudo bem. Mas não nos deram direito de participar da discussão em torno da campanha salarial", comentou um dos servidores municipais. "Estão fazendo a campanha salarial com associado. Fica difícil a vida do cidadão. Como você discute campanha salarial só podendo entrar no sindicato o associado? Está errado", emendou.


Grupo foi barrado na porta do sindicato
Grupo foi barrado na porta do sindicato   Foto: Reprodução

A reunião estava marcada para ter início às 19 horas. Segundo estimativa do grupo, mais de 20 servidores foram barrados no local. A ordem teria vindo do presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de São Vicente (SindservSV), Edson Ramos Paixão.


"Colocaram três 'armários' na porta para não deixar nós entrarmos. Tentaram agredir um dos rapazes que pediu para os não-sindicalizados entrarem, que queria união", disparou o funcionário municipal.


Em nota, o SindservSV informou que a assembleia, realizada nesta quarta-feira, era destinada a sócios e "foi uma entre tantas reuniões convocadas para discutir a campanha salarial". O sindicato ainda ressaltou que, em todas as reuniões os servidores, associados ou não, puderam apresentar suas reivindicações e opiniões para a formação da pauta. A assembleia contou com a participação de mais de 100 sócios e decidiu priorizar a defasagem salarial, que já atinge mais de 25%.


O órgão que representa a categoria destacou, por fim, que em qualquer associação civil, inclusive as sindicais, o direito a participação em assembleias é dos associados que, em momentos oportunos, convidam os que não são para participarem das ações por eles protagonizados.


Assembleia contou com cerca de 100 pessoas, sendo apontado pelo sindicato
Assembleia contou com cerca de 100 pessoas, sendo apontado pelo sindicato   Foto: Divulgação/SindservSV

Logo A Tribuna