Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

São Vicente inicia vacinação contra a Covid-19

Enfermeira Zenira de Mello e Silva, de 66 anos, e auxiliar de enfermagem Sônia Maria Ramos, de 72 anos, foram as primeiras a receber dose da CoronaVac

Por:  -  20/01/21  -  19:01
Momento em que Zenira recebe a dose da vacina contra a covid-19
Momento em que Zenira recebe a dose da vacina contra a covid-19   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

A prefeitura de São Vicente iniciou, nesta quarta-feira (20), a campanha de vacinação contra a Covid-19. As primeiras a serem imunizadas foram Zenira de Mello e Silva, de 66 anos, enfermeira do Centro Cirúrgico e Sônia Maria Ramos, de 72 anos, auxiliar de enfermagem. As duas receberam a primeira dose da CoronaVac.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


"Muito feliz por estar nesse momento aqui sendo a primeira pessoa a ser vacinada. Isso é pelo bem de todos. Acho que todos tem que continuar mantendo aquele cuidado do distanciamento, usar a máscara e álcool em gel para o nosso bem. Essa vacina veio no momento certo para todos nós. Vamos passar novamente a ter o normal da nossa vida", disse Zenira, a primeira pessoa a ser vacinada contra o coronavírus no município.


O município recebeu, neste primeiro carregamento, 3.880 doses. A intenção é vacinar, já nesta quarta-feira, cerca de 350 profissionais da saúde. Para o prefeito Kayo Amado (Podemos), o momento deve servir, também, como um marco para a conscientização da população.


"É um dia importante para gente, histórico. Mas que seja, também, um marco de conscientização para todo mundo que está vendo esse momento da vacina. Que possa por a mão na consciência e que possamos tomar os devidos cuidados. A vacinação começou, mas até a vacinação terminar, até que tenha todos os efeitos e todas as certezas sobre isso, todo mundo seguro, a gente precisa se cuidar".


Segundo a diretoria da Vigilância de Saúde de São Vicente, Luciana Schiavetti, a vacinação começará com profissionais que atuam em hospitais públicos. Depois, a imunização segue com os indígenas e casas de repouso para, na sequência, atender hospitais particulares e AME.


De acordo com a secretária de Saúde, Michelle Santos, a expectativa é que, aos poucos, a vida possa voltar ao normal. "O normal não é isso o que vivemos hoje, mas sim o que vamos viver daqui há algum tempo quando a maior parte da nossa população ser imunizada".


Zenira e Sônia Maria após receberem a primeira dose da CoronaVac
Zenira e Sônia Maria após receberem a primeira dose da CoronaVac   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Logo A Tribuna