EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

2 de Junho de 2020

Surfistas querem mudar situação do Emissário Submarino, em Santos

Esportistas lamentam falta de manutenção no ponto turístico do José Menino

Menos de uma semana após a Câmara de Santos citar os problemas estruturais no Parque Roberto Mário Santini, o Emissário Submarino, no José Menino, foi a vez dos surfistas irem à casa do povo para se posicionarem sobre o caso. Eles se colocaram à disposição para mudar o cenário de abandono do equipamento de 42.766 metros quadrados, um dos cartões-postais mais visitados da cidade.

O presidente da Associação Santos de Surf, Reginaldo Ferreira Lima Filho, o Naldo, usou a tribuna e comentou que aquela região está maltratada e precisando de atenção. “O parque é o marco maior do turismo, não só para o surfe, como para o skate e o lazer. É um lugar onde nos sentimos confortáveis, nos dá paz”.

Naldo disse que esteve com o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) e o secretário de Esportes, Gelasio Ayres Fernandes Júnior, na última segunda-feira (20), quando ouviu do chefe do Executivo que a Secretaria Municipal de Esportes (Semes) ficará responsável pela gestão do parque.

“Nessa semana, teremos uma reunião com o Gelasio, onde ele nos apresentará algumas ideias e nós vamos apresentar as nossas. Acho que isso é saudável”. A administração municipal confirmou o encontro.

O presidente da associação disse entender as dificuldades do poder público em investir recursos e que está sendo bem atendido pela prefeitura. A indicação da Semes como gestora, segundo ele, é prova disso.

“Sabemos das limitações, mas a falta de definição [antes] de quem respondia pelo parque nos impede, por exemplo, de apresentar uma proposta de parceria publico-privada [para atrair investidores]”.

Além de se posicionar sobre essas questões, Naldo apontou que os vereadores poderiam destinar emendas ao Parque Roberto Mário Santini. Este ano, por exemplo, cada vereador teve R$ 745 mil em emendas.

O presidente da Câmara, Rui de Rosis (MDB), foi quem levantou o debate na sessão da última quarta-feira. Ele informou ter uma reunião marcada com o prefeito para esta semana e garantiu que vai correr atrás das emendas.

“Vou buscar uma solução. Vou falar com os vereadores para que possamos trazer emendas para o parque. Queremos que ele volte a ser a menina dos olhos dos santistas”.

Intervenções

A Secretaria de infraestrutura e Edificações informou, em nota, que a construção do museu e reforma da torre do surfe (jurados) estão em andamento. A torre está prevista para julho e o museu em janeiro de 2020. A Secretaria de Serviços Públicos diz que há uma emenda parlamentar federal, intermediada pela vereadora Audrey Kleys (Prog), para reforma dos parquinhos (do Parque Roberto Mário Santini e da Praça Bezerra de Menezes), no segundo semestre. Em relação à segurança, a Guarda Civil Municipal afirma que fiscaliza, durante 24 horas, toda a extensão da orla. A população também pode auxiliar, ligando para o disque-denúncia: 153 e 0800-177766.

Tudo sobre: