CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Santos receberá área do Governo Federal para construção de 300 moradias no Jabaquara
Projeto de lei do prefeito Rogério Santos foi aprovado nesta quinta (6) na Câmara e agora vai para sanção do Executivo
Por: Nathália de Alcantara  -  07/05/21  -  19:03
Santos receberá área do Governo Federal para construção de 300 moradias no Jabaquara   Foto: Vanessa Rodrigues/AT

Santos poderá receber do Governo Federal, em doação, uma área de 6 mil metros quadrados na Rua Teodoro Sampaio, no Jabaquara, para construção de 300 moradias. O projeto de lei do prefeito Rogério Santos (PSDB) foi aprovado nesta quinta (6) na Câmara e agora vai para sanção do Executivo Municipal.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O documento aponta que a construção, a regularização fundiária e o registro dos títulos a serem concedidos terão prazo de cinco anos, prorrogável por mais um ano, a partir da assinatura do contrato de doação.


O presidente da Câmara, o vereador Adilson Junior (PP), explica que o Legislativo entendeu que o projeto de lei deveria ser tratado com urgência. “Fizemos duas sessões e demos a celeridade que era necessária, mas o conceito maior é que a gente precisa continuar entregando habitações.”


Para a vereadora Telma de Souza (PT), não há tempo a perder. “É uma matéria bastante importante o recebimento de 6 mil metros quadrados de terreno para moradias.”


Segundo o prefeito, o objetivo é diminuir o deficit de moradias na Cidade. “Temos vários projetos de regularização fundiária junto ao Governo Federal, e essa discussão desse novo plano de negócios vai nos auxiliar a executar projetos habitacionais, sobretudo na região central, utilizando espaços da União.”


Outras áreas


Rogério Santos também pleiteia à União áreas nas regiões da Vila Mathias, da Vila Gilda e da Caneleira para a construção de conjuntos habitacionais.


“Temos bons exemplos de intervenções feitas junto com a Secretaria de Patrimônio da União, como a Nova Ponta da Praia”, afirma o prefeito.