CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE
Funcionários de escola em Santos passam por testagem após morte de auxiliar por suspeita de covid
Vítima atuava há menos de um mês como auxiliar de Educação Inclusiva na UME Olívia Fernandes
Por: ATribuna.com.br  -  08/06/21  -  10:37
Atualizado em 08/06/21 - 17:04
Funcionários da UME serão testados ao longo dos próximos dias   Foto: Alexsander Ferraz/AT

Os funcionários que trabalham na Unidade Municipal de Ensino (UME) Olívia Fernandes, em Santos, estão realizando testes rápidos de Covid-19 nesta terça-feira (8), após uma auxiliar falecer na última quinta-feira (3). Inicialmente, a prefeitura havia informado que a vítima havia falecido em decorrência da doença. Porém, a administração municipal informou, posteriormente, que o caso é tratado como óbito suspeito de covid-19.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Na porta da escola, um bilhete foi colocado informando aos familiares das crianças que nesta semana o atendimento aos alunos será exclusivamente remoto devido aos casos positivados de Covid-19.


A funcionária, que morreu em decorrência do coronavírus, tinha 37 anos e começou a trabalhar na unidade de ensino no dia 24 de maio - como auxiliar de Educação Inclusiva. Contratada para este atendimento específico, a mulher era funcionária de uma Organização Social (OS). Ela tinha comorbidades e o caso evoluiu de maneira rápida.


Segundo informações da Secretária de Educação (Seduc), as testagens de profissionais de educação da escola segue nos próximos dias. As aulas na unidade serão exclusivamente remotas. Na mesma unidade, mais dois casos de Covid-19 já haviam sido confirmados.


A Seduc informa, ainda, que os contactantes (indivíduos que tiveram contato próximo e por um período superior a 15 minutos) dos casos (confirmados e suspeitos), em cada uma das unidades de ensino, ficam afastados por medida de precaução, sendo que, passado o período de afastamento (10 dias) e não apresentando sintomas, retornam às atividades, conforme orientação da portaria conjunta 01 (Seduc e SMS), de 22 de janeiro de 2021. Destaca que todas as escolas municipais seguem os protocolos sanitários de segurança e receberam itens de proteção individual e materiais de higienização.


Vale salientar, que os pais não devem levar as crianças para a escola, presencialmente, caso elas tenham tido contato com algum parente com suspeita da doença e se apresentarem sintomas da Covid-19, devendo permanecer em casa e a unidade escolar deve ser avisada do ocorrido com o aluno.


A prefeitura ainda informa que forma confirmados 35 casos de Covid-19 até o momentos nas escolas de rede municipal após reinício das aulas no modelo híbrido, no dia 3 de maio.