EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

19 de Outubro de 2019

Antiga Escola Americana será revivida em Santos

Iniciativa visa resgatar o conceito da antiga e tradicional instituição que funcionou no Morro da Nova Cintra por 50 anos

A partir de fevereiro de 2020, Santos terá uma nova Escola Americana. A iniciativa visa resgatar o conceito da antiga e tradicional instituição que funcionou no Morro Nova Cintra por 50 anos. Local onde muitos estudantes santistas mergulharam no ensino bilíngue. 

O projeto começou a tomar forma em 2018, após ser idealizado nos últimos anos pelo mantenedor da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes), Rubens Viegas Jr, e os filhos dele, Bianca Viegas e Gustavo Viegas. 

“Meu pai sempre sonhou em abrir um colégio do ensino básico, mas deixou a história um pouco de lado por conta da universidade. Eu e meu irmão estudamos na Escola Americana. Agora, com idade para colocar a mão na massa, meu pai retomou a ideia. Então, disse: ‘por que não a Escola Americana?’. A gente teve muito carinho por ela e, na minha opinião, e nas de muitos que a conheceram, foi a melhor de Santos por muitos anos”, conta Bianca. 

Agora, o projeto está concretizado com a compra do nome e a abertura do período de reserva de vagas para 2020. “Eles tinham a ideia de resgatar o conceito da antiga Escola Americana, agregando qualidade no ensino do inglês, que seja preparatório para o vestibular, porque estamos no Brasil, e que ofereça o carinho e o desenvolvimento que havia antes. Tudo isso aliado à tecnologia do mundo de hoje”, explica o coordenador pedagógico Daniel Moricz. 

A metodologia de ensino será desenvolvida a partir de uma parceria feita com a Cambridge University Press. “Estamos trabalhando desde março para escolher o material que utilizaremos, com suporte da universidade, de forma que ele se alinhe com nossa maneira de ensino. Haverá treinamento de professores e acompanhamento de resultado pela Cambridge”, acrescenta Daniel.  

Detalhes 

Está sendo criada uma estrutura com quatro mil metros quadrados para receber os novos alunos. A unidade terá desde Educação Infantil até o Ensino Médio. Haverá ainda opção pelo período regular ou integral em todas as séries.  

“No período integral, trabalharemos com imersão. Ele tem no mínimo 12 horas semanais de inglês. A maioria das atividades extras será dada em inglês também. No período regular, serão, no mínimo, sete horas em inglês”, informa Bianca. 

Segundo ela, a cultura americana fará parte do dia a dia dos estudantes, acompanhada do compartilhamento de vivências. “Nosso objetivo é prepará-los para o mundo”. 

História 

A Escola Americana de Santos foi fundada em 1958, sem fins lucrativos, por uma associação de pais. Funcionou na Rua Lucinda de Matos, 293, no Morro da Nova Cintra. A ideia era atender crianças de famílias estrangeiras ou estudantes brasileiros que iriam concluir os estudos no exterior. Tinha como lema não só o desenvolvimento da parte cognitiva e intelectual, mas também do lado emocional dos alunos, incentivando o trabalho em grupo e o respeito mútuo. Em 2008, a Prefeitura de Santos declarou o imóvel da escola como de utilidade pública para fins de apropriação. O imóvel foi destinado à Secretaria Municipal de Educação.  

Tudo sobre: