Procon-SP notifica Ford e pede explicações

Intenção saber como empresa vai garantir os direitos do consumidor após fechamento de fábricas no Brasil

Diante do anúncio da Ford de encerramento de sua produção no Brasil, o Procon-SP notificou a empresa, nesta quarta-feira (13), para que explique como irá garantir que os direitos previstos no Código de Defesa do Consumidor sejam cumpridos. A Ford deverá responder dentro de 48 horas. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Com o anúncio do fechamento de fábricas e fim da produção de veículos da Ford no País, muitos proprietários de veículos da marca estão preocupados com garantia, manutenção e reposição de peças. A companhia, porém, precisa continuar a prestar serviços aos consumidores. 

O Procon-SP pede informações sobre como será feito o atendimento aos proprietários cujos veículos estão dentro do prazo de garantia; por quanto tempo e, de que forma, serão disponibilizadas as peças de reposição para os veículos que estão fora da garantia; e se o encerramento das atividades das fábricas causará impacto no prazo de entrega dos veículos novos comprados recentemente. 

A montadora deverá explicar se haverá algum ônus para os compradores de veículos novos que, em função do anúncio de encerramento, desistirem da compra e também se haverá alteração na política de preços ou condições de compra para veículos comercializados recentemente e ainda não entregues. Foi solicitado ainda que a Ford informe sobre quais canais de atendimento serão oferecidos aos consumidores. 

Em nota, a Ford afirma que continuará ativamente presente no Brasil e na América do Sul com sua ampla Rede de Concessionários, “prestando assistência total ao consumidor com operações de vendas, serviços, peças de reposição e garantia”. 

 

 

Tudo sobre: