Polícia Civil lacra bombas de posto de combustíveis com irregularidades em Praia Grande

Ação em conjunto com o Procon-SP e Ipem-SP aconteceu na manhã desta sexta (7)

Por: ATribuna.com.br  -  08/01/22  -  06:35
Polícia Civil da cidade, Procon-SP e Inpem-SP lacraram bombas irregulares, nesta sexta-feira (7)
Polícia Civil da cidade, Procon-SP e Inpem-SP lacraram bombas irregulares, nesta sexta-feira (7)   Foto: Divulgação/Polícia Civil de Praia Grande

Um posto de combustíveis investigado por irregularidades nas bombas foi autuado pela Polícia Civil, na manhã desta sexta-feira (7), em Praia Grande. A ação teve início após uma denúncia anônima e foi realizada de forma conjunta entre o Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP) e Instituto de Pesos e Medidas do Estado de São Paulo (Ipem-SP).


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


Durante a fiscalização, foi constatado que uma das bombas estava adulterada. As autoridades notaram que a cada 20 litros de combustível indicados no visor, o cliente recebia 120 ml a menos - a diferença máxima tolerada é de 60 ml.


A bomba foi lacrada imediatamente, assim como outras que estavam trancadas com cadeados sob o argumento de não serem utilizadas.


Os agentes também coletaram amostras de combustíveis e as encaminharam para análise laboratorial. O posto foi autuado pela ausência de notas fiscais que comprovem a origem do produto comercializado.


Em nota, a Polícia Civil solicita que eventuais consumidores prejudicados registrem boletim de ocorrência noticiando o fato.


Logo A Tribuna