Secretaria aprova ajustes no projeto do aeroporto de Guarujá

Parecer será analisado juridicamente. Com decisão favorável, ministro irá ceder área

Por: Da Redação  -  23/02/19  -  23:45
Aeroporto civil metropolitano deverá ser construído na Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho
Aeroporto civil metropolitano deverá ser construído na Base Aérea de Santos, em Vicente de Carvalho   Foto: Rogério Soares/AT

A Secretaria Nacional da Aviação Civil (SAC) aprovou os ajustes, feitos pela Prefeitura de Guarujá, no projeto de instalação do Aeroporto Metropolitano na Base Aérea, em Vicente de Carvalho. O parecer será avaliado pelo setor jurídico do órgão. Se houver aval, espera-se que em até 15 dias o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, assine a portaria para a concessão da área.


Os prazos foram informados pelo titular da SAC, Ronei Saggioro Glanzmann, em encontro com a deputada federal Rosana Valle (PSB), no qual trataram de liberação do espaço. A confirmação consta em um vídeo publicado pela parlamentar nas redes sociais. 


Esses são os últimos entraves a resolver para que o município publique o edital e dê andamento ao futuro aeroporto – ainda sem data definida. As alterações foram pedidas pela SAC ao prefeito Válter Suman (PSB) na semana passada. A autarquia federal exigiu ajustes nas planilhas financeiras e no impacto orçamentário do empreendimento.


À espera


Com a aprovação dos ajustes, aguarda-se a liberação da área de 55 mil metros quadrados pela Força Aérea Brasileira, onde ocorrerá a operação do complexo aeroviário.


Em nota, a prefeitura informa que, a partir da publicação da outorga, dará início aos trâmites internos para a publicação do edital.


O equipamento regional ganhou importância com o pacote de incentivo ao setor aeroviário anunciado pelo governador João Doria (PSDB). A medida deverá criar 70 voos, dos quais seis para cidades paulistas que hoje não são atendidas pela aviação comercial. Entre essas rotas, está a Baixada Santista. 


A prefeitura prevê que os primeiros voos comerciais no aeroporto ocorrem na temporada 2019/2020.


A companhia aérea Azul mantém interesse em operar no futuro empreendimento, com linhas regulares para o Rio de Janeiro e, posteriormente, para as capitais Curitiba (PR) e Belo Horizonte (MG).


Logo A Tribuna