CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Rua sem pavimento aborrece moradores há mais de 40 anos em Guarujá; VÍDEO
Os munícipes do bairro Enseada reclamam que o IPTU caro não condiz com a situação precária do local
Por: Carolina Faccioli  -  07/05/21  -  12:31
Em dias de sol, poeira sobe e invade imóveis; buracos levam a acidentes, e via fica intransitável na chuva   Foto: Gustavo Silveira/Arquivo Pessoal

Moradores da Rua José Inácio Correa, situada no loteamento João Batista Julião, na Enseada, em Guarujá, cobram a pavimentação da via. Com IPTU mensal passando de R$ 400,00, por se tratar de uma região com imóveis considerados de luxo, eles se indignam por não haver prazo para a realização do serviço. O professor de Educação Física Gustavo Silveira é síndico de um edifício na via e conta que os moradores já pagaram pelas melhorias há anos. “A taxa de melhorias é cobrada desde 1978 - a última foi no ano 2000. Entra Administração, sai Administração, e nada”, diz.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Sem asfalto, o síndico afirma que, em dias de sol, a poeira sobe e invade os prédios. Além da necessidade adicional de limpeza, conta que o pó danifica a polia do portão eletrônico, que tem de ser substituída a cada três meses.


O Município alega buscar recursos estaduais e federais para melhorias nos bairros. Há 19 convênios em execução, abrangendo cerca de 150 vias.



Intransitável


Outro problema são os acidentes que ocorrem quando carros tentam desviar de buracos na pista. Antônio Carlos Pereira tem um apartamento na mesma rua. Ele mora em São Paulo e, há 13 anos, está em Guarujá quase todo fim de semana. Segundo ele, em dias de chuva, a rua fica intransitável.


Gustavo Silveira declarou ter procurado a Secretaria Municipal de Obras. Afirmou que lhe informaram ser necessário gastar R$ 750 mil para fazer o asfalto, valor que considera abusivo.


Resposta


A Secretaria de Planejamento de Guarujá responde que o valor mencionado pelo morador é uma estimativa e trabalha para reservar verba para a infraestrutura viária da Rua José Inácio Corrêa. O custo será conhecido após a Prefeitura concluir um projeto.