Incêndio na Prainha cancela vistoria do ministro do Turismo no Mirante das Galhetas em Guarujá

Gilson Machado e o presidente da Embratur visitariam também o Mirante da Campina e a Praça Horácio Lafer. Atrativos tiveram investimento de R$ 4,6 milhões do Governo Federal

Por: Por ATribuna.com.br  -  10/02/21  -  00:17
O Mirante das Galhetas começa a receber visitas a partir desta quinta-feira (11)
O Mirante das Galhetas começa a receber visitas a partir desta quinta-feira (11)   Foto: Hygor abreu/PMG

A Prefeitura de Guarujá anunciou que a vistoriano Mirante das Galhetas, que aconteceria na manhã desta quarta-feira (10), com as presenças do prefeito Válter Suman, do ministro do Turismo, Gilson Machado, e do presidente da Embratur, Carlos Brito, foi cancelada. O o motivo é o incêndio que atingiu a comunidade da Prainha, na tarde desta terça-feira (9). Uma nova data ainda será definidaClique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O ministro do Turismo e o presidente da Embratur iriam até o local, a partir das 10 horas, para realizar a última vistoria técnica no equipamento turístico antes da abertura ao público, que ocorreria na quinta-feira (11). Eles também visitariam o Mirante da Campina e a Praça Horácio Lafer. Os três atrativos turísticos são frutos de projetos do Município que receberam investimentos da ordem de R$ 4,6 milhões do Governo Federal, com contrapartida de R$ 400 mil da Prefeitura, totalizando R$ 5 milhões.


O Mirante das Galhetas tem um piso de vidro suspenso a 45 metros do nível do mar, estacionamento com capacidade para 14 veículos e um espaço para a prática de voo livre. Para garantir a segurança no acesso de moradores e turistas, o equipamento contará com uma equipe que registrará, diariamente, das 8 às 20 horas, a entrada e saída de visitantes, seja a pé ou de automóvel.


De acordo com a prefeitura, não há tempo de permanência limite estabelecido no local, mas só poderão usufruir do espaço os visitantes que observarem os cuidados fundamentais para a não-disseminação da covid-19, em especial o distanciamento social e a obrigatória utilização de máscaras.


Todos os dias, das 9 às 17 horas, a população terá à disposição um Posto de Informações Turísticas (PIT) para o esclarecimento de dúvidas. Cessada a pandemia, o Mirante das Galhetas passará a contar com programação de atividades culturais, como apresentações musicais, entre outras atrações.


Mirante da Campina e Praça Horácio Lafer


O Mirante da Campina foi o primeiro atrativo a ser entregue, em junho de 2019. Também conhecido como Morro do Maluf, recebeu nova instalação elétrica, iluminação, guias e sarjetas, pavimentação, estacionamento, passeio público, sinalização, guarda-corpo, passarela, paisagismo e espaço para voo livre.


Três dias depois, foi vez da Praça Horácio Lafer. Ela recebeu piso em mosaico, reparos em pisos de concreto, guias e sarjetas, drenagem, instalação elétrica e hidráulica, iluminação, paisagismo, equipamentos de academia ao ar livre, rampas de acessibilidade e playground. Hoje, é muito procurada por jovens e famílias com crianças.


“São equipamentos de fundamental importância para a recuperação do setor de turismo, tão impactado pela pandemia da covid-19. Serão imprescindíveis para a retomada econômica pós pandemia”, destaca o prefeito Válter Suman.


Entrada


Inicialmente, a condição para o acesso ao Mirante das Galhetas será a doação de um quilo de alimento não-perecível por pessoa. Isso porque a Secretaria Municipal de Turismo e o Fundo Social de Solidariedade (FSS) firmaram uma parceria, criando a campanha ‘Turismo Solidário’, que visa arrecadar alimentos para destinar a famílias em situação de vulnerabilidade em Guarujá.


"Toda iniciativa solidária é bem-vinda. Turismo é uma das indústrias mais fortes da nossa Pérola do Atlântico. Essa união que fará a diferença para amenizar os impactos sociais e econômicos da pandemia na nossa Cidade”, pontuou a presidente do FSS, Edna Suman.


Logo A Tribuna