Falta de água revolta moradores em Guarujá; VÍDEO

Casos ocorrem no Parque Enseada. Morador se preocupa com cuidados de higiene necessários em momento da pandemia de Covid-19

Por: Ágata Luz  -  05/02/21  -  21:56

Acordar e não ter água para escovar os dentes, tomar banho e lavar a louça ou roupa. Esta foi a realidade do segurança Cleiton de Melo Souza, de 42 anos, morador do Parque Enseada, em Guarujá, nesta sexta-feira (5). Isso porque sua casa ficou sem água desde às 6h e até o final desta reportagem, o local ainda estava sem abastecimento.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


De acordo com Cleiton, o problema é constante e acontece desde o ano passado. "É um absurdo, um transtorno muito grande", relatou o morador de Guarujá sobre não conseguir fazer tarefas comuns do dia a dia, como escovar os dentes ou tomar banho.


Além disso, uma das maiores preocupações do segurança é sobre a pandemia de Covid-19. "É um risco ficar sem água para lavar as mãos", desabafou em conversa com ATribuna.com.br.


Sabesp


Procurada pela reportagem, a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo informou que uma equipe técnica realizou vistoria e testes na ligação de água do endereço informado, confirmando o fornecimento de água ao local acontece de forma adequada. Nos canais de atendimento da Empresa não havia nenhum registro dessa situação apontada no bairro Enseada, em Guarujá.


A empresa afirmou que, nesta sexta-feira, foi executada manutenção corretiva no sistema de distribuição de água que atende a outra região da cidade: bairros Balneário Praia Perequê, Jardim Praia Perequê, Jardim Cidamar, Jardim Umuarama, Lot. Novo Horizonte, Lot. Novo Perequê, Novo Perequê e Jardim Albamar. Estes trabalhos já foram finalizados, o sistema retomado e está se regularizando gradativamente.


A Sabesp ressalta a necessidade das caixas d’água com seu devido dimensionamento – conforme o decreto estadual 12.342/78 e a regra da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas) – para atender os moradores em momentos de variação na pressão, seja no período de maior consumo do dia ou enquanto são necessários reparos emergenciais ou manutenções preventivas.


Logo A Tribuna