Vai curtir o Réveillon na Baixada Santista? Fique atento aos cuidados com a segurança

Prefeituras e PM preparam esquema para a hora da virada do Ano Novo

Por: Fernando Degaspari  -  29/12/18  -  20:43
A Tribuna fez uma lista com dicas para você não ser vítima de bandidos durante a virada do ano
A Tribuna fez uma lista com dicas para você não ser vítima de bandidos durante a virada do ano   Foto: Alberto Marques/AT

Milhões de pessoas vão assistir à queima de fogos na virada de ano nas praias da região. Prefeituras e Polícia Militar preparam um grande esquema de segurança, mas a população também deve fazer a parte dela. A Tribuna fez uma lista com dicas para você não ser vítima de bandidos.


Muitos levam o celular para registrar os fogos de artifício. Por isso, ele é o principal alvo dos ladrões. “Um furto de celular não demora dez segundos. Basta a pessoa estar focada em seu aparelho para tirar uma selfie ou fotografar alguma coisa: passa alguém e leva. Você tem um instante de paralisia, por causa do susto, e até você reagir o cara está longe”, diz Sérgio Del Bel, secretário de Segurança de Santos e coronel reformado da Polícia Militar.


Em Santos, segundo a Prefeitura, são esperadas 1 milhão de pessoas, só na orla da praia, para assistir ao espetáculo pirotécnico.


Esquema


O esquema de segurança terá 500 agentes, entre policiais militares e guardas municipais, na faixa de areia e nas avenidas da praia. Além disso, haverá drones e canhões de luz.


“Um PM e um GCM (guarda civil municipal) operam esse equipamento, ambos com comunicação via rádio. Eles ficam varrendo o público. Quando detectam um agrupamento de pessoas em atitude suspeita, param o feixe de luz e avisam o pessoal que está em terra”, explica Del Bel.


Segundo ele, a experiência com drone também é muito boa, porque o equipamento é capaz de transmitir imagens em tempo real e com ótima definição. “Quando o cara está querendo furtar um celular e vê que está sendo gravado, já sai andando”, revela.


O esquema montado para este ano em Santos é parecido com o de anos anteriores. O posto de comando operacional ficará no Boqueirão, próximo à estátua de Vicente de Carvalho. “A gente não viu necessidade de mudar, porque ele tem sido bastante exitoso. Não tivemos nenhuma ocorrência grave.”


Preocupação


O local onde ficará a base operacional foi escolhido porque aquela área da praia é a que mais preocupa, devido à grande concentração de jovens.


Del Bel revela, ainda, que o trabalho mais pesado para quem cuida da segurança começa depois da queima de fogos.


“Até esse horário, ficam as famílias. Depois, elas retornam para suas casas. Por isso, vamos entrar de serviço e já fazer um pente-fino em relação a vendedor ilegal, porque onde tem venda de bebidas fica concentração de jovens”, conclui.


Polícia realizará operação especial no dia 2


A Polícia Militar anunciou que realizará a Operação São Paulo Mais Seguro em 2 de janeiro.


Nesse dia, em especial, haverá mais policiamento em todo o Estado para melhorar a percepção de segurança e inibir a prática de crimes.


A operação começará às 5 horas e contará com todo o efetivo da PM. Policiais que atuam no setor administrativo também serão usados nas ações.


O objetivo, de acordo com o comando do policiamento, é inibir a prática de crimes com motivação econômica, como roubo de cargas e de veículos, além de latrocínios.


Com a população


Viaturas e bases móveis farão pontos de estacionamento em locais estratégicos apontados pelo serviço de inteligência como áreas de interesse da população.


O plano envolve, ainda, a integração com a população dentro da filosofia da polícia comunitária.


Logo A Tribuna