Plataforma fornece localização de índices criminais da Baixada Santista

Portal tem como meta informar ao cidadão a evolução de determinados crimes em cada município da região

Por: Daniel Gois  -  25/01/21  -  14:50
Plataforma pode ser acessada pelo computador ou celular
Plataforma pode ser acessada pelo computador ou celular   Foto: Reprodução/Instituto Sou da Paz

Com a intenção de fornecer maior simplicidade na divulgação de dados e informações sobre segurança pública, o Instituto Sou da Paz desenvolveu uma plataforma on-line que reúne dados criminais de todas as delegacias do estado de São Paulo. As regiões da Baixada Santista e Vale do Ribeira estão inclusas no site desde o início. A ferramenta passa a funcionar a partir desta terça-feira (26), informa os desenvolvedores.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O Sou da Paz Analisa - Dados Online traz índices sobre diferentes crimes registrados nas delegacias do estado, permitindo a comparação entre cidades distintas. A plataforma também fornece dados sobre letalidade de policiais civis e militares, bem como a produtividade policial. As informações são extraídas da Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP-SP).


"A gente espera que a plataforma vire referência para a população acessar e consultar os dados, além de entender melhor a realidade dos números. Lá tem uma interface relativamente simples. A ideia é simplificar a navegação do usuário", explica o coordenador de projetos do instituto, Leonardo Carvalho, responsável pela criação do site.


Letalidade policial está entre os dados fornecidos pelo site
Letalidade policial está entre os dados fornecidos pelo site   Foto: Reprodução/Instituto Sou da Paz

O portal também disponibiliza um mapa no qual o munícipe pode pesquisar a delegacia e batalhão de polícia mais próximos de sua localidade. Há a opção de mapas interativos, que permitem a comparação de índices criminais entre diferentes regiões de São Paulo.


"A ideia é que as pessoas tenham mais autonomia para obter esses dados. É uma primeira versão. Vamos analisar os feedbacks (retorno dos usuários) para ir calibrando e efetuando eventuais melhorias", destaca Carvalho, em conversa com ATribuna.com.br.


O desenvolvimento da plataforma durou um ano e seis meses. O lançamento está previsto para terça-feira (26). Ela pode ser acessada por computador e celular.


Mapa mostra delegacias e batalhões mais próximos de seu endereço
Mapa mostra delegacias e batalhões mais próximos de seu endereço   Foto: Reprodução/Instituto Sou da Paz

Logo A Tribuna