Logo A Tribuna
ASSINE
Icone usuario ENTRAR
CLUBE IMPRESSO ACERVO ASSINANTE

Maioria das cidades da Baixada seguirá reclassificação do Plano SP

Fases Vermelha e Laranja alternadas serão adotadas na região. A 18ª reclassificação aconteceu no início da tarde desta sexta (22)

Por: Jean Marcel  -  22/01/21  -  22:59
  Foto: Rogério Soares/AT

A maioria das cidades da Baixada Santista deve seguir a 18ª reclassificação do Plano São Paulo, anunciada pelo governador João Dória (PSDB) no início da tarde desta sexta-feira (22). Com isso, somente serviços essenciais poderão funcionar nos dias úteis, entre 20h e 6h, e também aos feriados e finais de semana.


Durante a semana, até às 20h, a região funcionará na fase Laranja. A medida vale a partir da próxima segunda-feira (25) e vai até o dia 7 de fevereiro. Veja o posicionamento das cidades da região:


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


Guarujá


Em nota, a prefeitura confirmou acatar as determinações do Plano SP "mesmo com índices do município apontando baixo comprometimento da rede pública em relação a leitos covid (29% de ocupação nas UTIs, ante 45% na média da Baixada Santista)".


Cubatão


A cidade, através do decreto municipal 11247/2020 está em consonância com o governo do estado. "Sendo assim, toda vez que há a atualização da fase municipal pelo Estado, a cidade segue as determinações do Governo do Estado", afirmou em nota.


Mongaguá


De acordo com a assessoria de imprensa, "o Chefe do Executivo ainda participará de um encontro virtual com os demais prefeitos do Condesb, a fim de debater todas as ações que serão colocadas em prática a partir de segunda-feira, dia 25, data em que entrarão em vigor as novas diretrizes do Governo Estadual".


Itanhaém


Segundo o prefeito Tiago Cervantes (PSDB), a cidade vai aderir ao novo plano divulgado nesta sexta (22): “precisamos entender que esta mudança é justamente para o achatamento da curva da Covid-19, principalmente para assim não comprometer nosso sistema de saúde”, afirmou em nota.


Peruíbe


A cidade também seguirá as mudanças para o período. "A mudança de fase no Plano São Paulo é uma realidade para todos nós agora. Os casos da Covid-19 aumentaram e a taxa de ocupação de leitos e óbitos também. A situação voltou a ser alarmante e muito preocupante. É preciso retroceder para poder voltar a avançar. O momento requer esforços e renúncias da nossa parte, para preservarmos e salvarmos o máximo de vidas", disse o prefeito Luiz Maurício (PSDB), em nota.


Praia Grande


A prefeitura de Praia Grande informou que "já está realizando reuniões técnicas com os integrantes da Secretaria de Saúde Pública, do Comitê Técnico Cientifico, da Secretaria de Urbanismo e também da Procuradoria do Municipal para as devidas providências na legislação e que aguarda o decreto que será publicado pelo Governo do Estado".


Santos


A cidade também segue o Plano SP. Em relação à volta às aulas nas escolas públicas e particulares de Santos, "continua permitida a partir de 1º de fevereiro. Na rede municipal, haverá sete dias de prorrogação (para o dia 8), mas com a possibilidade de retorno dos alunos já na primeira semana do mês caso seja o desejo dos pais", afirmou a prefeitura em nota.


As cidades de São Vicente e Bertioga não responderam à solicitação feita por ATribuna.com.br até o momento do fechamento desta matéria.


Logo A Tribuna