Ato ecumênico em Cubatão lembra vítimas de incêndio na Vila Socó

Homenagem é feita 35 anos após tragédia

Por: De A Tribuna On-line  -  24/02/19  -  19:00
Incêndio deixou quase 100 mortos e mais de 3 mil desabrigados na Vila Socó há 35 anos
Incêndio deixou quase 100 mortos e mais de 3 mil desabrigados na Vila Socó há 35 anos   Foto: Arquivo/ AT

Um ato ecumênico será realizado pela Prefeitura de Cubatão nesta segunda-feira (25), às 19h, em memória às vítimas do incêndio ocorrido há 35 anos na Vila Socó. A cerimônia acontecerá na Unidade Municipal de Ensino (UME) Estado de Mato Grosso, que fica na Rua São Francisco de Assis, 575, na Vila São José.


Momentos antes, no monumento dedicado às vítimas na Vila São José, uma placa alusiva à data será inaugurada.


Incêndio


O incêndio, que deixou 93 mortos e 3 mil pessoas desabrigadas na Vila Socó, completa 35 anos neste domingo (24). A tragédia aconteceu no dia 24 de fevereiro de 1984 e destruiu cerca de 2 mil moradias erguidas sobre um duto de combustíveis corroído da Petrobras.


A Vila Socó ficava às margens da Via Anchieta, sobre uma faixa de mangue. No local, moravam pouco mais de 6 mil pessoas, segundo dados divulgados pelas autoridades na época. A contagem oficial de cerca de 100 mortos até hoje é contestada. Muitos dos sobreviventes discordam desse número, já que diversas vítimas desapareceram calcinadas, em cenas que jamais serão esquecidas por quem as viu.


A favela deu lugar ao núcleo residencial da Vila São José. A Petrobras indenizou as vítimas e construiu cerca de 400 novas casas. Outros sobreviventes foram transferidos para a Vila Natal.


Logo A Tribuna