Baixada Santista passa dos 1,9 mil mortos por coronavírus e tem mais de 52 mil infectados

Em 24 horas, foram confirmadas 18 mortes e 157 doentes na região

A Baixada Santista passou dos 1,9 mil mortos e 52 mil casos de coronavírus desde o começo da pandemia. Em 24 horas, foram confirmadas 18 mortes e 157 doentes na região. Outras 3 mil pessoas aguardam resultado de exames, além de 74 óbitos que estão sendo investigados.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Só em Santos, sete mortes foram confirmadas em 24h. Eram quatro mulheres (56, 65, 73 e 93 anos) e três homens (82, 86 e 89 anos). Os óbitos ocorreram durante internação nos dias 1º, 2, 5, 8, 12 e 13 de setembro. Agora, a Cidade totaliza 597 mortes pela covid-19.

Outras mortes também foram registradas em São Vicente (4), Itanhaém (3), Guarujá (2), Cubatão (1) e Peruíbe (1). 

A Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep) de Santos recebeu 65 notificações de covid-19 entre munícipes, passando o número de casos acumulados de 19.024 para 19.089. A alta foi de 0,3%.

Ao mesmo tempo, diminuiu o número de pessoas com sintomas da covid-19 internadas na rede hospitalar de Santos. Na terça, havia 194 pacientes e, ontem, 189. A queda foi de  2,5%. 

Do total de internados, 86 estão nos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), voltados aos casos mais graves.

A taxa de ocupação geral dos 634 leitos covid-19 está em 30%. Entre os 262 leitos de UTI, a ocupação é de 33%. Na rede privada, a taxa é de 43% e, no SUS, de 26%.

Outras cidades

Já Guarujá não recebeu notificação de teste positivo, mantendo o total de 7.910 casos confirmados.

Bertioga confirmou mais cinco doentes e descartou  23 novos casos da doença. Nesta quarta-feira (16),  21 pessoas estão com o vírus ativo. Dos 1.696 infectados pelo coronavírus desde o início da pandemia, 1639 já estão recuperados (96,64%). O índice de letalidade permanece o menor da Baixada, em 2,12%.

Tudo sobre: