EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Baixada Santista deve ser atingida por chuvas intensas de até 150mm

Em razão da intensidade das chuvas, há risco de transtornos como alagamentos, deslizamentos, desabamentos e ocorrências devido à ventania e descargas elétricas

A Coordenadoria Estadual de Proteção e Defesa Civil (CEPDEC/SP) divulgou que entre domingo (1) até terça-feira (3), há condição de chuvas intensas acompanhadas de descargas elétricas e fortes rajadas de vento.

Na faixa leste do estado, o risco será maior a partir de segunda-feira (2), devido à formação de zonas de instabilidade, que favorecem a incidência de chuva forte e duradoura. Atenção especial às regiões da Baixada Santista, Vale do Paraíba e Litoral Norte, onde, além dos elevados acumulados, o solo encontra-se saturado pelas chuvas anteriores.

Além da Baixada Santista, o Vale do Ribeira também será fortemente afetado ao lado das cidades de Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Araraquara, Campinas, Sorocaba e Região Metropolitana de São Paulo, com acumulados que variam entre 50mm e 150mm.

Em razão da intensidade das chuvas, há risco de transtornos como alagamentos, deslizamentos, desabamentos e ocorrências devido à ventania e descargas elétricas. Em caso de emergência, a Defesa Civil deve ser contatada imediatamente pelo 199 ou o Corpo de Bombeiros pelo 193.

A orientação da Defesa Civil é para a população não atravessar locais alagados e não enfrentar enxurradas; àqueles que residem em áreas de encosta, monitore regularmente sua residência e seu terreno, a fim de verificar o surgimento de trincas nas paredes e no chão, bem como a inclinação de postes, árvores e muros, pois tratam de evidências de movimentação do solo, podendo evoluir a um cenário de deslizamento.

Tudo sobre: