EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

22 de Maio de 2019

Semana da Cultura Caiçara começa nesta sexta-feira

Evento reúne atrações musicais, teatrais, esportivas e de literatura

Na próxima sexta-feira (15) tem início a 6ª edição da Semana da Cultura Caiçara de Santos, que durante seus sete dias de evento, reúne atrações musicais, teatrais e esportivas, além de encontros literários e oficinas abertas ao público. Este ano, Guarujá e São Vicente também receberão atividades, com o intuito de expandir o conhecimento sobre essa cultura na região.

De acordo com o curador, Márcio Barreto, esta edição é marcada pela luta para que a data do evento seja alterada: “Há um projeto de Lei para a alteração. No próximo ano devemos celebrar na semana que sucede a Quaresma”. A mudança se deve ao fato de que, dentro da tradição caiçara e católica, práticas como o fandango são proibidas.

Para a organização, as expectativas para esta edição são as melhores. “A Semana da Cultura Caiçara vem se consolidando no imaginário coletivo e se expandindo para outras cidades da região que, a exemplo de Santos, criaram suas leis em homenagem à essa rica cultura”, revela Barreto.

O evento é realizado anualmente pela Prefeitura de Santos (através da Secretaria de Cultura), em conjunto com três coletivos: Imaginário Coletivo de Arte, Percutindo Mundos e Caiçara.

Atividades

Às 19h30 desta sexta, ocorre a abertura oficial do evento, na Pinacoteca Benedicto Calixto (Av. Bartolomeu de Gusmão, 15, no Boqueirão). Artistas, pesquisadores e autoridades da região estarão presentes. Haverá apresentações dos coletivos Percutindo Mundos e Caiçara, além dos músicos Danilo Nunes, Pablo Mendoza e William Silva.

No sábado (16), a partir das 10h, será realizada uma oficina de fotografia direcionada à captura de imagens do território caiçara. O encontro será na Ponte Edgard Perdigão (Av. Almirante Saldanha da Gama, s/nº, na Ponta da Praia). No roteiro da atividade estão as comunidades das praias do Góis e do Sangava.

“É um momento oportuno para conhecer ou revisitar esses lugares que fazem parte do imaginário caiçara”, destacou a fotógrafa Ana Karina de Albuquerque, que estará no comando das atividades. Os interessados devem levar seus próprios equipamentos.

Para os outros dias estão programadas apresentações de poetas caiçaras, conversas com estudiosos e um passeio pela trilha do Parque Estadual Xixová-Japuí, em São Vicente.

Não há necessidade de inscrição para as atividades. Interessados em participar devem estar nos locais indicados com 15 minutos de antecedência.