EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

22 de Setembro de 2019

Celebrações da Semana de Arte Moderna têm início nesta terça, em Santos

Encontro Regional realiza palestra sobre o legado de Pagu e Geraldo Ferraz , às 19 horas

O que representa o movimento cultural e legado deixado pela Semana de Arte Moderna de 22 é o ponto de partida para a palestra que abre a programação do I Encontro Regional de Celebração à Semana de Arte Moderna, que acontece nesta terça-feira (3), a partir das 19 horas, na Unisanta.

Sob o tema Cultura e Educação – os desafios atuais do Brasil no centenário do marco da modernidade, as professoras Lúcia e Silvia Teixeira e o jornalista Carlos Conde contam um pouco da participação dos jornalistas e críticos de arte Patrícia Galvão, a Pagu, e de Geraldo Ferraz, no movimento e dos desdobramentos do modernismo, principalmente nas artes ena educação.

Além de se destacar no movimento, Pagu e Ferraz têm ligação direta com a região: ambos trabalharam em A Tribuna, assim como o jornalista, poeta e escritor Menotti Del Picchia, que foi redator-chefe do jornal entre 1919 e 1920.

O encontro desta terça faz parte das comemorações dos 100 anos da Semana de Arte Moderna. A ideia surgiu no Fórum da Cidadania, sugerida pelo coordenador da entidade, o advogado e escritor Sérgio Sérvulo da Cunha. Até 2022, outros eventos devem integrar os festejos. A curadoria é do escritor Flávio Viegas Amoreira.

Para o próximo ano, já está prevista a participação do Museu do Café, que também comemora seu centenário em 2022. Os organizadores procuram outras entidades parceiras para completar a programação.

A palestra de abertura do Encontro Regional sobre a Semana de 22 é gratuita, aberta ao público e ocorre no auditório do Bloco E, da Unisanta (R. Dr. Cesário da Mota - Boqueirão, Santos).