EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

15 de Julho de 2020

Museu do Café tem nova programação digital

Oficinas de fotografia, artigos de pesquisa, lives com baristas e visitas guiadas fazem parte da nova programação, que tem início em junho

O Museu do Café, de Santos, contará com uma programação digital especial neste mês, com atividades e passatempos gratuitos que visam facilitar o isolamento social. Serão disponibilizadas duas visitas guiadas on-line e um artigo de pesquisa para leitura. Lives com dicas sobre café com um barista do museu e uma oficina de fotografia também compõem a nova programação.

As visitas educativas guiadas ocorrerão nesta segunda (1°) e no próximo dia 10. A iniciativa virtual é a remodelação da visita guiada que a Bolsa do Café oferece presencialmente, que conta com a exposição virtual de “Calixto: discurso do processo e identidade paulista” e um bate-papo sobre as perspectivas da equipe do museu em relação ao edifício da antiga Bolsa Oficial de Café. Os conteúdos serão disponibilizados na plataforma Google Arts & Culture. Ao longo do mês, o projeto desenvolverá novidades.

A partir do dia 5, no Instagram do Museu do Café, haverão lives semanais com o barista Halysson Ramos, que ministra cursos de capacitação profissional no Museu.Toda sexta-feira, às 15 horas, o barista falará sobre a extração do café e receitas para preparar a bebida em casa. As transmissões também servirão para que os interessados no assunto possam tirar suas dúvidas e para que Halysson dê orientações sobre equipamentos, métodos e utensílios que podem auxiliar o aprimoramento do café.

Já no dia 9 de junho, às 17 horas, será promovida a live especial com o tema “Hospedaria em Quarentena e Epidemias”. O pesquisador do Museu da Imigração Henrique Trindade e o do Museu do Café, Bruno Bortoloto, farão um bate-papo sobre epidemias, imigração e comércio de café no fim do século XIX, abordando peculiaridades sobre a história da Hospedaria do Brás e sobre o Porto de Santos.

Para quem quiser saber mais sobre epidemias na região, o artigo “Epidemias de Santos e o Porto Maldito (1889-1895)” será publicado, no dia 5 deste mês, no blog do Museu (https://medium.com/@museudocafesantos). Perguntas sobre como Santos se tornou um “porto maldito”, quais foram os fatores que levaram marinheiros e imigrantes a evitarem esse destino e como as informações foram veiculadas à época, buscam ser respondidas neste texto.

Aos amantes de fotografia, a oficina “Olhar fotográfico dentro de casa” ocorrerá no dia 10 de junho, às 18 horas. Para participar não é necessário equipamento profissional ou conhecimento técnico prévio. Interessados devem entrar em contato por meio do e-mail inscricao@museudocafe.org.br. Após o cadastro, as informações de acesso serão encaminhadas. A oficina será realizada utilizando a plataforma on-line Zoom, onde Gino Pasquato ensinará princípios básicos da fotografia.

O Museu do Café está há mais de dois meses sem atividades físicas, por conta da pandemia da Covid-19. Desde então, o equipamento da Secretaria de Cultura e Economia do Estado de São Paulo tornou-se mais ativo na Internet e está buscando ampliar, cada vez mais, os serviços on-line durante este período de distanciamento social. Para mais informações, acessar o site do museu (museudocafe.org.br).

Tudo sobre: