EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

16 de Julho de 2019

Músicos de Santos se apresentam em evento organizado por vicentino no Azerbaijão

Irmãos Cancello vão representar a cidade na primeira edição do festival latino, que será realizado de 4 a 9 de junho

Os santistas Daniel e Theo Cancello nasceram em uma família apaixonada por música. Com pais psicólogos – e artistas nas horas vagas – os irmãos cresceram em casas de shows onde seus pais se apresentavam. “Fomos criados no meio musical e desde pequenos pudemos nos apresentar nos shows dos nossos pais, em bares que nem existem mais, como Torto e Bar da Praia”, recorda-se Daniel.

Mais de 15 anos depois de ingressarem na carreira musical de fato, os irmãos são presença confirmada como os Cancello Brothers, no primeiro festival de música latina do Azerbaijão, o Baku Latin Festival.

O evento acontece de 4 a 9 de junho em Baku, a capital do país, situado entre o Leste Europeu e o Sudoeste Asiático. A organização está a cargo do produtor vicentino Cláudio Franco, que está atualmente no Azerbaijão. Segundo ele, o festival receberá artistas de vários países. “Por enquanto, temos a presença confirmada de 12 brasileiros. Eles são dos estados de São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Apenas os Cancello Brothers são de Santos”, explica Franco, que conhece o trabalho dos irmãos há muito tempo.

Franco está à frente do festival junto com mais quatro produtores e músicos locais. Ele explica que os participantes também recebem apoio das embaixadas da América Latina. “Essa é uma conquista, pois é a primeira vez aqui, que as embaixadas latinas se juntam para apoiar um evento conjunto. Ainda assim, temos a colaboração de patrocinadores de empresas do Azerbaijão e seguimos abertos para novas parcerias de empresas brasileiras”.

A ideia de montar o festival surgiu de uma admiração. “Assim que cheguei no Azerbaijão, tive contato com grandes músicos daqui e montamos um projeto de bossa nova. Comecei a perceber que o som latino agradava muito aos locais. Por fim, me dei conta que não havia nenhum festival de cultura latina em toda região do Cáucaso até então”.

Para Franco, a festa será um meio de conectar a cultura do Cáucaso e da América Latina, trazendo mais conhecimento e interação. “São relações e conexões que estão sendo marcadas e fixadas na história, mas que possibilitam também futuros encontros e intensas experiências”.

Theo Cancello vê o festival como uma oportunidade para divulgar a música brasileira lá fora. “Levar isso para o exterior é fazer as pessoas conhecerem mais do nosso espírito, da nossa ginga. É mostrar um tipo de potencialidade artística muito particular, que agrega em valor artístico, imaginativo, principalmente rítmico, no repertório cultural de qualquer sociedade receptiva”.

Por isso, os Cancello Brothers fazem questão de incluir em seu setlist obras de grandes compositores brasileiros como Pixinguinha, Egberto Gismonti e Waldir Azevedo. “Estamos priorizando os ritmos brasileiros. Queremos mostrar coisas mais genuínas do país”, diz Theo.

Mas, claro que eles não vão deixar de fora seus trabalhos autorais. Daniel vai aproveitar para tocar músicas de seu novo disco, 'Bem-vindo'. “Estou bastante feliz, já toquei lá fora e gosto muito de viajar. É a primeira vez que vamos para um festival internacional”, comemora Daniel Cancello.