Felipe Castanhari acusa Marcius Melhem de censura: 'Não serei amedrontado'

Youtuber alertou por meio de post em suas redes sociais: 'A imposição do silêncio é uma das principais armas de um assediador'

Após a repercussão do caso de assédio de Marcius Melhem contra Dani Calabresa, muitos atores e humoristas se posicionaram sobre o assunto. Entre eles, está Felipe Castanhari, que acusou Melhem de tentar censurar outras pessoas que se pronunciaram sobre o caso por meio de publicação em seu Instagram.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Melhem abriu um pedido na Justiça de exclusão de uma publicação feita por Castanhari nas redes sociais, mas foi indeferido. Anteriormente, a Justiça havia acatado um pedido de exclusão de outra manifestação do youtuber, que chamava o ex-diretor de humor da Globo de "assediador".

Após as resoluções, Castanhari comentou nas redes que não será "amedrontado" pela ofensiva de Melhem. "Marcius Melhem falha em sua tentativa patética de censura. Não satisfeito em me processar por um tuíte em que defendia a Dani, o sujeito ainda está tentando calar todo mundo que se pronunciou em defesa dela, foi assim com o Marcos Veras, Danilo Gentili e também com o Rafinha Bastos", escreveu no post.

O youtuber ainda acrescentou que esse é o método utilizado por assediadores para gerar silenciamento. "Prestem muita atenção porque é exatamente assim que os assediadores operam, eles usam de intimidação para amedrontar não só as vítimas, mas qualquer um que ouse demonstrar apoio a elas. Não se engane Marcius Melhem, essa tentativa pífia de censura e intimidação só me fez ter ainda mais certeza do tipo de pessoa que você é. Não serei amedrontado", afirmou Castanhari.

Felipe Castanhari dedicou total solidariedade às vítimas. O youtuber é alvo de um processo movido por Melhem, que também foi feito contra a revista Piauí, Danilo Gentili, Rafinha Bastos e Marcos Veras.

*Com informações do UOL

Tudo sobre: