EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Novembro de 2019

Família de James Dean autoriza uso da imagem do ator em novo filme

Ator que faleceu em 1955 vai 'retornar' ao cinema com o uso de CGI

O ator James Dean, morto em 1955, aos 24 anos de idade, pode 'retornar ao cinema' em breve. Segundo informações do The Hollywood Reporter, produtores do filme Finding Jack, que se passará durante a guerra do Vietnã, já conseguiram autorização da família para usar a imagem de Dean digitalmente.

Sua aparição no filme deve ser feita por meio da técnica CGI [sigla para computação gráfica que significa "Computer Graphic Imagery"], reproduzindo seu corpo inteiro e utilizando fotos e gravações reais de James Dean. Sua voz deve ser dublada por outro ator.

"Nós procuramos pelo personagem perfeito para o papel de Rogan (personagem do filme), que tem algumas características complexas Após meses de pesquisa, decidimos por James Dean", afirmou Anton Ernst, que será diretor do projeto ao lado de Tati Golykh. "Nos sentimos muito honrados por sua família nos apoiar e tomaremos todas as precauções para garantir que seu legado como uma das mais épicas estrelas do cinema siga firmemente intacto. A família enxerga esse como o seu quarto filme, o filme que ele nunca pôde fazer", continuou.

O diretor ainda garante que "não pretende decepcionar seus fãs".

James Dean morreu em 30 de setembro de 1955, enquanto participava das gravações do filme Assim Caminha a Humanidade, em um acidente de carro. Curiosamente, 13 dias antes de morrer, o ator havia participado de um comercial alertando para a segurança do trânsito.

Tudo sobre: